Amador Mogi Mirim: Na defesa pela ponta

Não existe favoritismo. Ninguém ganha jogo de véspera. Futebol é onze contra onze. Certamente seriam essas as frases das respostas dos treinadores de Tucurense, Santa Cruz e Bairro Garcez,  se qualquer jornalista perguntasse a eles sobre um eventual favoritismo de suas equipes diante dos adversários que vão enfrentar nessa rodada.

Em tese, os três líderes tem adversários acessíveis. Nenhum dos três adversários tem mais que uma vitória nas cinco rodadas iniciais e ocupam uma das seis primeiras colocações. No período da tarde, a partir das 15h00, dois dos ponteiros entram em campo, curiosamente jogando nos gramados que costumam ser casa de seus rivais.

Leia mais na edição desta sexta-feira, 24, do Grande Jogada.