O Santa Cruz volta a gritar: “É campeão”

O Santa Cruz confirmou nas finais a melhor campanha realizada nas fases anteriores. Depois de ter feito 1 a 0 sobre a Vila Dias no primeiro jogo da decisão, a equipe cruzmaltina marcou 2 a 0 no jogo decisivo e não deixou dúvidas sobre o merecimento em levantar a taça. Os gols do jogo da conquista foram marcados por Açougueiro, aos 15 minutos do primeiro tempo e Marcos Crispim, aos dez do segundo.

Crispim se tornou um dos protagonistas do título, tendo em vista que também anotou o gol do primeiro jogo. A defesa menos vazada e a artilharia também ficaram com o Santa. O público, apenas razoável, que compareceu as dependências do Ismael Poletini, no Parque da Imprensa, acompanhou um bom jogo de futebol. Precisando partir para cima para reverter o resultado, o Vila tentou tomar a iniciativa do jogo, mantendo o controle da posse de bola.

Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira, 8, do Grande Jogada.