PASSADO GLORIOSO…

Respeitar o passado é uma das melhores formas de se construir um futuro. Esta máxima vale para uma nação, uma família e até mesmo para um clube de futebol. Conhecer os caminhos que foram percorridos pelos primeiros desbravadores é essencial para entender a necessidade de honrar com o esforço de quem o precedeu.

Na terça-feira (12), o Mogi Mirim completou 46 anos de um de seus maiores passos. O esquadrão formado por gente da terra e de cidades vizinhas estreou na Segunda Divisão de profissionais (equivalente, hoje, à Série A3). Décio, Flávio, Tonico, César, Henrique Stort, Edgar, Hugo Stort, Valter Guaraná, Osmar, Pelé Cassiano, Nino e Zelo foram os homens que tiveram a honra de vestir pela primeira vez o manto vermelhinho em um jogo profissional.

Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira, 15, do Grande Jogada.

Next Post

...FUTURO DUVIDOSO

sex jul 15 , 2016
Próximo de completar 85 anos de fundação e 50 anos de profissionalismo, o Mogi Mirim passa por uma das fases mais nebulosas de sua história. Dívidas, incertezas administrativas e inércia da comunidade local a respeito do futebol e da agremiação em geral. Em relação à questão financeira, o Mogi Mirim […]