Mogi Mirim 0 x 0 Botafogo: Sapo deixa o G4

Em uma partida de pouquíssima inspiração, Mogi Mirim e Botafogo de Ribeirão Preto não saíram do erro, em partida realizada no último sábado (23), pela rodada de abertura do segundo turno da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série C.

Com o resultado, ao final dos confrontos do fim de semana, o Mogi caiu para a quinta colocação do grupo 2 e deixou momentaneamente a zona de classificação para a segunda fase. Com a mesma pontuação do adversário, quarto colocado, o Mogi perde no saldo de gols para o Pantera, que com 16 pontos fecha o G4 provisório.

Sem conseguir tomar conta da partida desde o início, o Mogi sentiu bastante algumas ausências. O zagueiro Gladstone, com problemas nas costas, desfalcou a equipe pelo segundo jogo seguido, e o jovem Murilo, seu substituto direto, demonstrou alguma insegurança nos primeiros minutos.

Pressionando a saída de bola do vermelho e branco desde o início, o tricolor ribeirãopretano criou dois lances de perigo logo no início da partida. Em um deles, Diogo Campos saiu cara a cara com o goleiro Gustavo, que praticou grande defesa. Durante toda a etapa inicial, o Mogi só assustou o Bota em um chute de fora da área do meia Carlinhos.

Enquanto isso, o adversário tinha mais posse de ola, porém dificuldades em ser objetivo e criar chances claras. Para complicar, no finalzinho da primeira etapa, Roni precisou deixar o gramado, após lesão muscular. Desfalcado também de seu reserva imediato, Mateus Ortigoza, Roni deu lugar a Edmar e Diego Clementino foi deslocado mais a frente para jogar como número nove. A medida enfraqueceu mais ainda o setor ofensivo do Sapo.

Apenas após os 20 minutos da segunda etapa, com a entrada do garoto Keké é que o Mogi passou realmente a incomodar o visitante. Era em jogadas de velocidade pelo lado direito, que o Sapo concentrava seu jogo. No auxílio apareceu em o lateral Romarinho com uma finalização perigosa e um om cruzamento que o ataque não conseguiu aproveitar.

Sem a presença do atacante Alemão, que quebrou contrato com o clube, o Pantera apostou no ex-jogador do Sapo, Serginho, no segundo tempo. Marcado e vaiado pela torcida, ele pouco produziu. Neste ano, em três confrontos, o Sapo ainda não venceu o Bota.

Next Post

Único paulista vencedor, Santos encosta no Palmeiras

seg jul 25 , 2016
Foto: Ivan Storti/Santos FC A 16ª rodada do Campeonato Brasileiro foi positiva apenas para um paulista. Na noite deste domingo (24), o Santos venceu o Vitória por 3 a 2 e se tornou o único time do estado a vencer no final de semana. No sábado (23), o Corinthians empatou […]