Hamilton vence e abre 19 pontos para Rosberg

Foto: Laszlo Balogh / REUTERS

Hamilton mostrou ao mundo que não é mais o mesmo piloto das primeiras corridas da temporada do mundial de Fórmula-1. A categoria estava sob um domínio quase que soberano de Nico Rosberg, com um Lewis Hamilton lutando para alcançar o companheiro. Os papeis se inverteram e agora é o alemão quem passa a perseguir o inglês. Com a vitória no GP da Alemanha, a diferença entre os pilotos da Mercedes é de 19 pontos e o atual campeão mundial está cada vez mais perto do tetracampeonato.

 

A Corrida

Apesar da Pole position, Nico Rosberg – que tinha como objetivo reassumir a ponta do campeonato de pilotos da Fórmula-1 – largou terrivelmente mal e antes mesmo da primeira curva estava em quarto, atrás do companheiro de equipe, Lewis Hamilton, e dos dois carros da Red Bull. O ocorrido com o postulante a campeão deu emoção às primeiras volta do GP da Alemanha, com Rosberg tentando forçar passagem sobre Riccardo.

O destaque na largada ficou com Max Verstappen. O holandês largou em quarto, atrás do companheiro de equipe e das duas Mercedes. O garoto de 18 anos fez uma largada fenomenal. Aproveitando a má saída de Rosberg, Verstappen colou atrás de Riccardo e, em uma manobra ousada, ele colocou o carro pelo lado de fora da primeira curva, quase foi para o lado de fora, mas conseguiu conquistar a segunda posição.

Contudo, o Holandês perdeu a posição para Rosberg na 30° volta, após ambos pararem nos boxes, Verstappen voltou pouco a frente de Rosberg, que aproveitou a curva logo após a saída dos boxes, vencendo o jovem. Contudo, o dia não ia bem para o alemão. Os comissários da prova puniram Nico com cinco segundos de penalidade, alegando que o piloto da Mercedes obrigou Verstappen a sair da pista quando o ultrapassou. A punição foi paga na volta 46, em uma parada do alemão, causando a perda da posição para Daniel Riccardo e Max Verstappen.

Já na ponta da corrida, a única coisa que separou Lewis Hamilton da vitória foram os 306.458 km que formam as 67 voltas do Grande Prêmio. O inglês teve vida fácil na corrida e nem mesmo a pequena ameaça de chuva nas voltas finais ousou manchar a facilidade do piloto em conquistar a primeira posição.

Mais uma vez os brasileiros tiveram uma corrida para esquecer. Felipe Nars largou na penúltima posição e, graças as condições que o carro proporciona ao piloto, não pode fazer muita coisa, abandonando a corrida na 61° volta. Já Felipe Massa sofreu um toque de Palmer logo no início da prova e teve a corrida comprometida com perca de equilíbrio de seu carro, graças à pequena batida. Massa encontrou dificuldades em guiar o carro e abandonou a corrida na 37° volta. Os brasileiros foram os únicos pilotos a abandonarem a corrida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *