UM PROGRESSO SURPREENDENTE

No domingo (7), Comercial e Grêmio Progresso decidiram mais uma edição do Campeonato de Futebol Cinquentão de Mogi Guaçu. Após o empate por 1 a 1 no tempo normal, a taça ficou com os gremistas, nos pênaltis. A conquista da taça do Campeonato Quarentão pelo Grêmio Progresso despertou muito mais que alegria em seus jogadores.

Autor do gol do último pênalti, o meio campista Miguel não se conteve e foi as lágrimas na comemoração do título. Com relação muito próxima com o treinador Zacariotto, o camisa oito dedicou o título ao comandante que foi campeão em Mogi Guaçu pela primeira vez.

“Eu fico até emocionado por ter tido a oportunidade de dar essa alegria ao Zaca”. Ele ainda mencionou que foi um estímulo ter escutado de alguns que o time seria goleado. Artilheiro do Progresso na competição com quatro gols, o atacante Fernando foi o autor do gol dos campeões no tempo normal e também converteu um dos três pênaltis da disputa decisiva.

Sincero, ele confessa que para ter mais chance de sucesso, a estratégia foi esperar um pouco mais o adversário e aproveitar os possíveis erros para marcar. “Foi o retrato do campeonato, nós jogamos mais no contra-ataque para dizer a verdade. O time ficou mais segurando e nós ainda perdemos o Zé que me ajudava na frente”. Ele disse ainda que explorar o cansaço do adversário no segundo tempo foi uma das estratégias adotadas.

Com a estrela em dia, o goleiro Dadá do Jardim Progresso foi uma das figuras mais importantes para que a equipe chegasse a conquista do título. Ele já havia defendido três pênaltis que levou a equipe a final. Tomando apenas um gol nas quatro cobranças do time adversário (uma bola foi para fora) ele defendeu duas penalidades na final. Sobre a forma de defender, ele dá uma dica. “Eu espero o batedor até o último minuto, não escolho o canto antes”.

 

VICE

Artilheiro do Comercial na competição e o atacante que mais criou jogadas e teve chances de marcar durante os 90 minutos, Marcelo Bombril, ainda chateado pela derrota, não deixou de parabenizar a equipe adversário. “É claro que a gente não pode dizer que está feliz com o vice-campeonato, mas, o campeonato foi bom e temos que reconhecer o mérito do adversário. O resultado foi justo”.  Segundo sua visão, faltou um detalhe para o Comercial vencer.

Leia mais sobre a final do Cinquentão e confira o Mega Pôster na edição desta sexta-feira, 12, do GRANDE JOGADA.

Next Post

COPA ITAPIRA: A HORA VAI CHEGAR

sex ago 12 , 2016
Como é tradição em Itapira, o domingo de Dia dos Pais será de folga para a galera do futebol amador. A agenda de agosto salta do primeiro para o terceiro final de semana e as decisões terão sete dias a mais para serem discutidas. No último domingo (7), a Copa […]