Digão Altafini: “O Triatlo é o meu combustível”

Compartilha!!!

Nadar, pedalar e correr. Independente da ordem, completar as três modalidades que compõem o triatlo não é uma missão para qualquer um. Há ainda quem insira nesta prática o contato com trilhas, lama e mato alto. No triatlo X Terra, há ingredientes que tornam o triatlo ainda mais tenebroso. Na região, um dos principais nomes neste estilo é Rodrigo Henri Altafini.

Aos 42 anos, o triatleta itapirense já disputou quatro mundiais X Terra no Havaí e coleciona inúmeras largadas naquilo que ele chama de “combustível para viver”. Entre 1989 e 2005, Digão, como é conhecido, era adepto quase que exclusivamente do triatlo tradicional. Fez provas no formato short, olímpico, meio ironman e ironman. “Até 2005 competi algumas provas de mountain bike aqui ou ali, como etapas de cross triatlo que o Vanderlei Zangelmi organizou, mas nada de um campeonato”, conta Digão, em mais uma reportagem da série ‘Triatlo’ aqui no GRANDE JOGADA.

Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira, 16, do Grande Jogada.

Post Author: Repórter Mogyana

Repórter Mogyana