Adaptando-se ao horário de verão

Sonolência, falta de concentração, cansaço, irritabilidade, alterações de humor e até de apetite são alguns dos efeitos no nosso corpo pela perda de sono durante a mudança do horário de verão. Nosso organismo pode levar de sete a quinze dias para adaptar-se a nova rotina e quem costuma sentir muito os efeitos desta mudança, deve começar a se preparar antes para sentir o menos possível.

O ideal é começar dormindo mais cedo, começando 15 minutos em um dia, 30 em outro, até que se consiga dormir 1 hora antes. Manter uma rotina de exercícios diariamente também contribui para uma boa qualidade de sono. Outra dica é não utilizar estimulantes como café, chá preto, chocolate, refrigerante ou produtos a base de cafeína no período da tarde e da noite, para não atrapalhar o sono neste período de adaptação.

Se você, assim como eu, tem dificuldades de adaptação nesse período, procure dormir sempre mais cedo, não utilizar equipamentos como celular ou televisores no quarto. Tome um chazinho de camomila e deite na cama com o intuito de dormir, mesmo que não tenha sono, faça refeições leves e se preciso for, tome um banho morno antes de deitar-se, que ficará bem mais fácil essa fase.

É muito importante manter uma regularidade de sono, dormir de sete a oito horas por dia vai te fazer ficar bem no outro dia e sentir muito menos os efeitos da mudança de horário, que nesse ano iniciou-se em 16 de outubro e terminará em 21 de fevereiro de 2017.

O horário de verão divide opiniões, uns amam, outros odeiam! Eu particularmente não gosto, meu corpo sente muito a mudança e eu levo bastante tempo para me adaptar, mas não há como negar que esta mudança traz mais alegria ao nosso dia a dia, pois com uma hora a mais de dia, é possível realizar uma série de atividades ao ar livre. Passear com as crianças, com o cachorro, realizar uma atividade física, curtir uma piscina, um happy hour com os amigos, são só algumas possibilidades.

Com o dia mais longo, também é preciso ficar atento aos cuidados com os efeitos solares, que entre 11h00 e 17h00 horas são imprescindíveis. Mas não podemos esquecer do principal objetivo do horário de verão que é a economia de energia. Aproveitar o máximo de luz solar, abrir as janelas da casa para uma boa ventilação e diminuir o uso de ventiladores e ar condicionado, alterar o chuveiro para o modo verão é muito importante para essa economia.

O horário de verão no Brasil surgiu pela primeira vez em 1931 por força de um Decreto e desde 2008, começa sempre na terceira semana de outubro e termina na terceira semana de fevereiro do próximo ano, sendo que as regiões Norte e Nordeste não participam dessa mudança. Aproveite o verão e a mudança de horário para realizar uma atividade física e adotar um estilo de vida saudável.