Título da Sulamericana e o calendário inchado da Chapecoense

A última semana foi intensa para a Chapecoense. O clube fundado em 1973 se tornou protagonista na maior tragédia do esporte mundial. A Chape perdeu 19 jogadores, 17 membros da comissão técnica e oito diretores. O zagueiro Neto (ainda em estado grave), o goleiro Follmann (teve uma das pernas amputada) e o lateral Alan Ruschel (em evolução) ainda estão internados na Colômbia.

No final de semana, a Arena Condá velou seus heróis e posteriormente cada um dos falecidos no acidente foram enterrados. Enquanto familiares buscam paz e uma forma de continuar a vida, o clube começa a conhecer um pouco mais sobre os próximos desafios. Na segunda-feira (5), a Chape foi declarada campeã da Copa Sulamericana 2016. A Conmebol fez a outorga após o Atlético Nacional, rival na final, indicar que este seria o melhor caminho. O título pode servir para honrar a memória daqueles que já se tornaram inesquecíveis, mas causa impactos no âmbito esportivo e financeiro.

Pelo título da Sul-Americana, o clube catarinense vai receber premiação de US$ 2 milhões (R$ 6,86 milhões). Pela vaga na Recopa, mais US$ 1 milhão (R$ 3,43 milhões). A participação na Libertadores renderá ainda mais US$ 600 mil (pouco mais de R$ 2 milhões) por jogo como mandante. Como fará ao menos três partidas na fase de grupos, o time catarinense já garantiu US$ 1,8 milhão (R$ 6,17 milhões).

O caixa foi reforçado e o calendário ampliado. Em 2017, a Chapecoense disputará a Primeira Liga (deve ocupar o Grupo C ao lado de Cruzeiro, Atlético-MG e Joinville), o Campeonato Catarinense, o Brasileirão, a Libertadores, a Recopa Sulamericana, a Copa Suruga e a Copa do Brasil. O clube terá um mínimo de 72 jogos e caso avance para todas as finais, alcançará a absurda marca de 93 partidas.

O Palmeiras, campeão brasileiro em 2016, jogou 67 vezes no ano. Para ajudar na reconstrução, a diretoria está perto de definir a contratação do técnico Levir Culpi. O técnico se dispôs a trabalhar de graça no Verdão do. Em relação à montagem do elenco, a equipe catarinense aguarda pela posição de clubes que se posicionaram favoráveis a ceder atletas de graça para a Chape.

O grupo conta com apenas 11 nomes inscritos na CBF, mas Nivaldo já anunciou a aposentadoria dos campos, enquanto Hyoran foi negociado com o Palmeiras. Já os contratos de Marcelo Boeck, Demerson, Rafael Lima, Winck, Moisés, Neném, Martinuccio e Lourency terminam neste mês. Além destes, restariam ainda os garotos da base e o meia Lucas Mineiro.

Next Post

NBA: Westbrook pode igualar marca de Michael Jordan

sex dez 9 , 2016
O Oklahoma City Thunder volta a jogar nesta sexta-feira (9) e Russell Westbrook está perto de registrar uma marca histórica. Na segunda-feira o armador alcançou seu sexto triplo-duplo consecutivo, na vitória do Thunder sobre os Atlanta Hawks por 102 a 99. O californiano está a um de igualar Michael Jordan, […]