25 ANOS DE HANDEBOL

Quando se pensa em esporte em Itapira, alguns nomes são automaticamente conectados. É o caso de Spaghetti. O garoto magricela e esquentado, que ganhou o apelido justamente pelo porte físico e por não ter gostado da ‘trolagem’ de um colega, também atende pelo nome de batismo, Fábio Sartori, uma marca emprestada ao esporte regional há 25 anos.
No dia 21 de novembro de 1991, a saga de Spaghetti teve início em uma situação inusitada. Ele cursava educação física pela PUC Campinas e, como diz, “estava vendendo o almoço para comprar a janta”. Com pouquíssimo contato com o handebol, foi indicado por Oscar Soares de Campos Filho, o Calli, então diretor do extinto Decet (Departamento de Cultura, Esporte e Turismo) para treinar a equipe masculina da modalidade. “Eu jogava basquete com meu irmão, o Claudinho e teve os Jogos Regionais em Itapira, em julho. A Zezé estava no feminino e aí pessoal fez o time, um catado, com ex-atletas do basquete, do hand do ESO (Escola Estadual Elvira Santos de Oliveira). No fim do ano, o Calli me convidou para ser o técnico do masculino e no dia 21 de novembro começamos os treinos”, relembra Spaghetti.
Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira, 23, do GRANDE JOGADA.

Next Post

Para não ficar só na promessa

qui dez 22 , 2016
Caroline Zacariotto Silva* Estamos chegando ao final de mais um ano. Agora é o momento propício para repensar tudo o que passou em 2016, reavaliar e redefinir metas. Como um clichê nas promessas de fim de ano, sempre colocamos nos objetivos começar alguma atividade física, emagrecer, fazer dieta e outros […]