Escola do São Paulo é vice da Copa Tricolor sub10

A Escola Oficial do São Paulo de Mogi Mirim aumentou sua coleção de troféus. Com a equipe A, o tricolor mogimiriano foi vice-campeão da 2ª Copa Tricolor Sub10. O torneio promovido pelo São Paulo Futebol Clube aconteceu nos dias 10 e 11 de dezembro, nas dependências do CFA (Centro de Formação de Atletas) Laudo Natel, em Cotia, e reuniu 32 equipes de 24 escolas de futebol licenciadas do clube da capital paulista.

A unidade de Mogi Mirim competiu com duas equipes. A equipe A foi formada por jogadores nascidos no ano de 2006 e a equipe B foi representada por garotos de 2006 e 2007, totalizando 25 atletas na competição.
A participação da equipe B se resumiu apenas na primeira fase. O time jogou três partidas e com duas derrotas e um empate, não passou para a segunda fase do torneio.

Por outro lado, a equipe A foi até a decisão. Na fase de grupos, venceu seu primeiro jogo, superando a equipe de Jundiaí por 1 a 0. Na segunda partida, derrotou com estilo o time da escola de São Bernardo do Campo pelo placar de 11 a 0. Na terceira rodada, mais uma vitória: 4 a 1 sobre Santo André e classificação para a fase final com 100% de aproveitamento.

Pelas oitavas de final, a escola do São Paulo de Mogi Mirim continuou imbatível. Venceu a equipe de Jacareí B por 1 a 0. Nas quartas de final, a classificação para a semifinal foi decidida nos pênaltis. Após empate em 1 a 1 com a bola rolando, os garotos mogimirianos derrotaram a equipe de Ribeirão Preto pelo placar de 2 a 0 e avançaram na competição. Na semifinal, Mogi Mirim enfrentou Gurilândia e venceu por 1 a 0, garantindo presença na decisão.

Na final, o adversário foi a escola Santana Residencial. Numa partida equilibrada, empate em 1 a 1 no tempo regulamentar. Mais uma vez, decisão nos pênaltis. Desta vez, Mogi Mirim não foi tão eficiente quanto nas semifinais perdeu por 2 a 1, ficando com o vice-campeonato. Além da boa campanha, a escola ainda dois destaques individuais. Muller Fagundes Silva foi o artilheiro da Copa Tricolor com oito gols, seguido do companheiro de time Juliano Lanhelas, autor de seis gols.

Apesar de não ter conquistado o título, os dirigentes e professores da escola acreditam que os objetivos de proporcionar aos alunos a possibilidade de serem observados pelos profissionais do São Paulo no CFA Cotia foram atingidos. Isso porque, o técnico da equipe sub11 do tricolor paulista, Rodrigo da Silva Cabral, esteve presente durante os jogos e gostou do desempenho de alguns dos alunos da escola, e que em breve serão chamados para futuras avaliações.

Next Post

Mogi Guaçu no calendário da Stock Car em 2017

sáb dez 24 , 2016
A partir de 2017 a região estará em evidência quando o assunto for Stock Car. Na terça-feira (20), a organização da principal categoria do automobilismo brasileiro divulgou o calendário de provas para 2017 e uma das novidades foi inserção do autódromo Velo Città. O circuito situado no bairro Nova Louzã, […]