BIPOLARIDADE CONSTATADA

Torcedor mogimiriano, é hora de exercitar a memória. Qual foi, antes de 2017, a última vez que o Mogi Mirim perdeu uma partida por 6 a 0? Acertou quem respondeu que foi há muito tempo. No dia 5 de julho de 2003, o Sapão foi até o estádio Baenão, em Belém (PA) e perdeu por 6 a 0 do Remo. O confronto era válido pela Série B do Campeonato Brasileiro, em uma edição em que o Sapo não reuniu tantas vergonhas e chegou a fechar a primeira fase na nona posição, apenas uma abaixo da zona de classificação para o mata-mata.

Um cenário bem diferente do vivido atualmente. No mais novo ‘6 a 0’, o Sapo está afundado na zona de rebaixamento. Um time que sofre de bipolaridade. Ao mesmo tempo em que detém o melhor ataque, com 21 gols (ao lado do São Caetano) é também o dono da pior defesa, vazada 25 vezes. Nem o União Barbarense, lanterna, com apenas quatro pontinhos, foi furado em mais oportunidades.

Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira, 24, do GRANDE JOGADA.

Next Post

A MATEMÁTICA NÃO PARA

qui mar 23 , 2017
Última rodada sem briga por classificação parece algo morno. Porém, na Copa de Futebol Rural de Mogi Mirim o panorama não é bem este. A competição já conheceu suas equipes classificadas para a segunda fase mesmo antes da jornada que fecha a fase qualificatória. Mas, há ainda muito em jogo. […]