LIBERDADE APAIXONANTE, IMPRESSIONANTE, INSANO…

Foi uma mistura de sensações e sentimentos o salto inédito de paraquedas feito por um grupo de 20 pessoas no último domingo (19), em Boituva. “Com certeza, foi a maior emoção da vida. Uma aventura inesquecível a mais de 200 Km/h”, disse Henrique Amate, organizador da aventura, que já tem uma missão a cumprir: encontrar outra data para um novo salto. “O grupo quer saltar novamente”, frisou.

A ansiedade tomou contra dos aventureiros até o último segundo. E por pouco, tiveram que adiar o salto. “Quase não fomos, por causa da chuva. Reunimos todos bem cedido para decidir se íamos para Boituva. O tempo estava fechado. Liguei para a organizadora e estava chovendo em Boituva. Mesmo assim, o grupo decidiu ir. Mas, chegando lá, Deus ajudou, porque o céu abrindo. Não choveu e todos realizaram o salto”, contou Amate.

Assim que chegou em Boituva, o grupo participou de um curso AFF (Acelerated Free Fall), que é feito no dia, onde os participantes se tornaram um paraquedista em pouco tempo. Foi uma previa dos comandos de como sair do avião com segurança. Após a decolagem, o avião sobrevoou a região de Boituva por aproximadamente 20 minutos. A 12.000 pés (equivalente a 3.700 metros), chegou a hora do salto.

Leia a matéria completa na edição desta sexta-feira, 31, do GRANDE JOGADA.