Os benefícios dos alimentos integrais

Elaine Cristina Navarro*

Alimentos integrais são os alimentos que não passaram por nenhum processo de refinação, ou seja, não teve sua estrutura modificada no processo de industrialização, fazendo com que eles conservem todos os seus componentes originais, assim como as cascas e películas protetoras. As vitaminas, minerais e fibras são preservadas neste processo, por isso a importância de se consumir estes alimentos.

Nos vegetais, as fibras são muito importantes principalmente para quem tem dificuldades para ir ao banheiro, uma vez que as fibras ajudam a “empurrar” as fezes e facilitam a evacuação. No processo de emagrecimento os alimentos integrais têm um papel muito importante, primeiramente no trato intestinal, como acabamos de falar, mas também por causa da sua saciedade.

Quando comemos um alimento rico em fibras, sentimos maior saciedade e comemos em menor quantidade. Os alimentos integrais ajudam ainda aumentar nosso metabolismo, fazendo com que o nosso corpo gaste mais energia. Outra vantagem é a liberação do açúcar no sangue, que ocorre lentamente, chamado também de índice glicêmico. Um alimento integral previne ainda o diabetes, pois têm índice glicêmico baixo a moderado, que faz com que os níveis de glicose no organismo aumentem lentamente, evitando os picos de glicemia e reduzindo ainda o trabalho da insulina.

Muitas pessoas deixam de consumir os alimentos integrais por considerarem mais calóricos, achando que apenas calorias são importantes para o emagrecimento enquanto os integrais por possuírem mais nutrientes, proporcionam ao nosso corpo calorias boas. Então devemos substituir os alimentos refinados por alimentos integrais? Sempre que possível sim, exceto em casos de pessoas com colite, que é uma inflamação do intestino ou gastrite por exemplo.

Alimentos integrais se consumidos em excesso também podem causar desconforto intestinal, distensão abdominal e gases. Nesses casos, retardar a absorção dos alimentos pode não ser muito adequado, é melhor que sejam digeridos mais rapidamente para evitar tais desconfortos. Se você não possui nenhum problema de saúde e pode ingerir os alimentos integrais, vale muito a pena a troca, mas você também deve aumentar a ingestão de água, pois estes alimentos necessitam de muita água para tornar seus efeitos proveitosos.

Mas, quais trocas você pode fazer? Você pode trocar o arroz branco pelo arroz integral, o açúcar branco pelo açúcar mascavo ou mel, o sal refinado pelo sal marinho, a farinha de trigo branca por farinha de trigo integral ou farinha de arroz, é possível diversificar também… Utilizar a lentilha, o grão de bico, a ervilha ou o milho, por exemplo, no lugar do feijão. Use e abuse das frutas, legumes e vegetais, principalmente os crus.

Você pode não gostar destes alimentos hoje, mas se introduzidos aos poucos na sua rotina, pode ser bastante prazeroso. Existem muitos alimentos no mercado que são totalmente integrais e são saborosos. Faça trocas inteligentes e aproveite o máximo dos benefícios dos alimentos integrais.

 

*Elaine Cristina Navarro é estudante de pedagogia e tem uma página de motivação ao emagrecimento saudável

Next Post

RUGBY FORTE, COMUNIDADE FORTE

qui jun 8 , 2017
Tudo o que é novo, desperta uma série de sentimentos. Nem sempre são compatíveis, como empolgação e receio. No caso do rugby, esporte mais do que centenário mas de inclusão recente na rotina do brasileiro, a recepção tem sido positiva. A seleção nacional tem conquistado resultados cada vez mais relevantes […]