Mirlene: preparação na Terra do Tio Sam

De olho nos campeonatos sulamericanos de biatlo de inverno e de ski cross country, que acontecem em agosto e setembro, no Chile, a esquiadora e corredora de montanha Mirlene Picin teve a oportunidade de passar dois meses nos Estados Unidos para realizar um treinamento de verão. Mirlene compete neste esporte desde 2008, mas, só agora, conseguiu realizar uma preparação que todas as suas oponentes realizam todos os anos.

A oportunidade da mogimiriana apareceu nos Estados Unidos. Em Sun Valley, no estado de Idaho, a atleta foi aceita na Sun Valley Ski Education Foudantion após a apresentação de seu currículo na instituição. A entidade sem fins lucrativos mantém, há 30 anos, equipes nas modalidades de ski alpino, snow board e ski cross country (modalidade praticada pela mogimiriana).

A instituição possui tanto formações de base e iniciação, quanto de alto rendimento, em que são formados os atletas que farão parte das equipes olímpicas americanas. “Ao todo, são cerca de 200 atletas que treinam e competem durante as temporadas de verão e de inverno”, afirmou a atleta em bate-papo com o GRANDE JOGADA. A equipe de ski nórdico é comandada pelo treinador Rick Kapala.

Sun Valley oferece uma pista específica de rollerski, uma ciclovia de 60 quilômetros para treinos de rollerski e bicicleta, trilhas para mountain bike e corrida, duas academias de musculação e um ginásio, o Air Barn, com camas elásticas, piscinas de espuma, slack line, rampa de saltos, para os treinos de habilidade para o ski. Parede de escalada e piscina completam a estrutura. No inverno são mais de 70 quilômetros de pista para a prática do ski. “Tudo isso na altitude, o que gera melhoria no desempenho dos atletas”, explicou a mogimiriana.

“Posso dizer que foi a minha maior e melhor experiência com treinamento de verão desde que iniciei neste esporte. A metodologia de treinamentos deles é muito boa e há um comprometimento enorme entre atletas, equipe e treinadores. A equipe me acolheu super bem, todos querendo ajudar a brasileira, afinal de contas não é nada comum pra eles uma pessoa de pais tropical se interessar por esportes de neve”

Durante os dois meses que permaneceu nos Estados Unidos, Mirlene ainda participou de um training camp no em Bend, no Óregon, onde realizou um bloco de sete dias de treinamento em um glaciar com neve eterna. O período de treinamento foi custeado, em parte, pela Visafértil, patrocinadora da atleta. O restante foi com recursos próprios. Sun Valley ofereceu gratuitamente a inclusão da atleta no programa de treinamento e acomodação. “Aprendi muito com toda a equipe de treinadores e estive motivada treinando com um grupo forte. No Brasil, eu realizo todos os meus treinos sozinha. Aqui durante a programação, são aplicados vários testes para acompanhar a evolução individual dos esquiadores”.

Next Post

SEL/Santa Fé traz 11 medalhas do Circuito Unami

sex jul 14 , 2017
Os nadadores José de Oliveira Barretto Sobrinho, Alcindo Gasparino, José Humberto Cavalari, Roberto Rottuli Pereira, Lucas de Lima Louvato e Gustavo Jolli representaram a equipe de natação máster da Secretaria de Esportes e Lazer (SEL), em parceria com o Clube Santa Fé, na quinta etapa do Circuito da Unami (União […]