Empate com sabor de derrota complica o Sapo

Mesmo diante de sua melhor apresentação na Série C do Campeonato Brasileiro, o empate do Mogi Mirim com o Botafogo em 2 a 2 teve sabor de derrota. Afinal, o Sapo chegou a abrir 2 a 0 e levou o gol de empate aos 54 minutos do segundo tempo, no último lance da partida. O confronto do lanterna com o líder do Grupo B aconteceu no sábado (22), no estádio Vail Chaves. Foi o quarto jogo seguido sem vitória do Mogi.

No primeiro tempo, o Mogi pressionou o Botafogo, mas, o gol saiu apenas aos 46 minutos. O zagueiro Emerson aproveitou escanteio da esquerda para marcar. O jogador saiu de campo emocionado com o gol marcado. Na segunda etapa, o Mogi controlou a pressão inicial do Pantera e ampliou o marcador aos 12 minutos. O volante Régis apareceu na área para receber cruzamento de Alex Cazumba. Livre, teve tempo de dominar e tocar a bola no canto esquerdo baixo do goleiro Neneca.
Quatro minutos depois, num vacilo da defesa mogimiriana, o atacante Edno diminuiu para o Botafogo. O Sapo segurava o placar como podia. Até que aos 40 minutos, o atacante Nunes se envolveu numa briga com o zagueiro Gladstone e ambos foram expulsos. O zagueiro Preto Costa também levou cartão vermelho ao agredir um jogador do Botafogo. Com um a menos, o Mogi se perdeu em campo.

E viu o atacante Wesley empatar aos 54 minutos, ao receber livre lançamento da zaga, cortar o marcador e bater na saída do goleiro Maringá. Com o empate, o Mogi segue na lanterna do Grupo B com nove pontos. A equipe volta a campo neste sábado (29), quando joga novamente em casa. Às 15h30, enfrenta o Tombense. (Paulo Renato Lilli)

Next Post

Crise política continua nos bastidores do Sapo

qui jul 27 , 2017
      Já não é novidade para ninguém que o Mogi Mirim Esporte Clube vive a pior crise político-administrativa da sua história. Porém, a cada dia que passa, o cenário fica ainda mais desolador. Além dos insucessos dentro de campo, fora dele, a batalha para mudar o comando do […]