Coluna Estilo de Vida: o poder da dança

A dança é um instrumento que traz bem estar físico e emocional, traz socialização entre as pessoas, trabalha a psicomotricidade, flexibilidade, coordenação, resistência física e força muscular. Todas as pessoas de uma maneira geral podem se beneficiar, pois limitações físicas não são problemas para aprender uma dança. Existem muitas modalidades adaptadas, inclusive para pessoas com deficiência física e isso tem um poder transformador na vida das pessoas, pois neste momento ela percebe que é capaz de ter todos os sentidos.

Através da dança é possível comunicar-se, expressar-se fisicamente e ainda emocionalmente, adquirir consciência corporal e criatividade. A dança traz inclusão, proporciona autonomia e autoestima para as pessoas. Além do fator emocional, a dança melhora o sistema cardiovascular, osteomuscular e reduz várias doenças como hipertensão, osteoporose, obesidade e ainda pode reduzir o risco de derrames. Qualquer pessoa é capaz de dançar, explorar novos prazeres e emoções.

O poder da dança na vida de uma pessoa é indescritível e não existem limites que não possam ser ultrapassados. É só abrir um espaço na sala, colocar uma música que goste e começar a mexer o esqueleto. Para quem gosta de disciplina, existem vários tipos de dança que trazem muito bem estar e ainda condicionamento físico. A dança é uma atividade artística, mas por ser essencialmente aeróbica, faz o corpo gastar muita energia e se você precisa perder peso a dança pode ser um aliado para atingir esse objetivo. O gasto calórico dessa atividade costuma ser bem alto principalmente nos ritmos moderados a intensos. A diferença é que além de uma atividade aeróbica, a dança vai trazer uma felicidade sem igual. Mas é importante dizer que para um emagrecimento efetivo, é necessário manter uma alimentação saudável e equilibrada.

Entre as danças mais conhecidas, uma se destaca atualmente nas academias, a Zumba, que é uma dança que combina coreografias com sequências repetidas e é inspirada nas coreografias latinas. Suas coreografias são de alta energia e estimulam bastante os músculos principalmente das pernas e glúteos, mas também tonifica os braços. Já a dança do ventre, também muito conhecida é uma dança muito sensual e envolvente, é uma mistura de teatro e sedução e faz uma mistura rítmica dos quadris, abdome, peito, ombros, braços e costas. Esta dança faz o mínimo de esforço sobre articulações, pois usa todos os músculos do núcleo do corpo, desta forma, é ideal para pessoas de todas as idades, pois seu risco de lesão é baixo. Independente do seu objetivo, seja fazer uma atividade artística, aeróbica ou socializar, não deixe de escolher sua dança! Pois quem mexe o esqueleto é muito mais feliz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *