Paulista e Comercial: A história passa por aqui

 

Uma velha e histórica rivalidade será um ingrediente a mais na decisão de domingo entre Comercial e Paulista. Os dois times são apontados como os mais tradicionais da cidade em atividade na 1ª Divisão. Por isso, a rivalidade vem de longa data. Em 1987, eles decidiram o título da elite do futebol amador de Mogi Guaçu. O Comercial venceu por 1 a 0 e comemorou a primeira de cinco conquistas na divisão principal.

O Paulista viu naquela derrota o início de um longo de jejum que chega a 30 anos sem comemorar um título da 1ª Divisão.  O Tricolor da Vila Maria havia sido campeão no ano anterior, em 1986, e buscava, portanto, o bicampeonato. A equipe teve outras oportunidades de acabar com o jejum. A mais recente foi em 2012, quando o Paulista perdeu a final para o Ypê Pinheiro.

E nessa caminhada para o Paulista voltar a gritar ‘é campeão’, os dois times voltaram a se enfrentar numa decisão em 2005. Uma partida marcada pelo equilíbrio entre as equipes, mas, pelas brigas envolvendo torcedores e jogadores. O gol de Tonho, aos 21 minutos do segundo tempo, que deu ao Comercial o seu segundo título na elite, foi ofuscado pelas cenas de agressão.

A primeira confusão aconteceu quando o zagueiro Danilo, do Paulista, fez uma falta dura e recebeu cartão amarelo. Em seguida, num bate boca com um jogador adversário, foi expulso. O técnico da equipe invadiu o gramado e junto com os jogadores foram para cima do árbitro Sérgio Benedito Junior. Foi preciso a entrada da Guarda Municipal para restabelecer a tranquilidade.

Perto do final do jogo, torcedores dos dois times começaram a se desentender nas arquibancadas. Após o apito final, a confusão foi para dentro de campo, com briga entre atletas das duas equipes. Houve invasão de torcedores ao gramado, formando um tumulto generalizado. Viaturas da GM e da Polícia Militar tiveram que entrar no campo de jogo para controlar os ânimos.

O clima tinha esfriado e a Secretaria de Esportes e Turismo se preparava para a premiação quando surgiu outro tumulto isolado entre jogadores. Mais uma vez, a PM e a GM tiveram que intervir para garantir a entrega dos prêmios.

 

A CAMPANHA DOS FINALISTAS

COMERCIAL

PRIMEIRA FASE

Comercial 2 x 1 Juventude

Comercial 4 x 1 Paulista

Comercial 1 x 0 Ipiranga

Comercial 7 x 1 Jardim Pansani (*)

Comercial 3 x 1 LM Monitoramento

Comercial 0 x 1 Família Souza

Comercial 5 x 1 Itaqui

Comercial 3 x 0 Nova Alvorada

Comercial 6 x 1 Ypê Pinheiro

Comercial 0 x 4 Igaçaba

 

SEMIFINAIS

Igaçaba 1 x 2 Comercial

Comercial 3 x 3 Igaçaba

TOTAL   PG          J              V             E             D             GP          GC          SG

28           12           9             1             2             36           15           21

 

PAULISTA

PRIMEIRA FASE

Paulista 3 x 2 LM Monitoramento

Paulista 1 x 4 Comercial

Paulista 1 x 1 Juventude

Paulista 2 x 1 Ypê Pinheiro

Paulista 18 x 0 Jardim Pansani (*)

Paulista 5 x 0 Nova Alvorada

Paulista 1 x 0 Igaçaba

Paulista 0 x 0 Itaqui

Paulista 1 x 0 Família Souza

Paulista 2 x 1 Ipiranga

SEMIFINAIS

Itaqui 0 x 0 Paulista

Paulista 4 x 2 Itaqui

TOTAL   PG          J              V             E             D             GP          GC          SG

27           12           8             3             1             38           11           27

(*) Jogo anulado com a eliminação do Jardim Pansani por WO

Next Post

Superação é a marca dos finalistas

sáb ago 26 , 2017
Foram duas semifinais de arrepiar. Os jogos que definiram a classificação de Comercial e Paulista para a decisão foram marcados pela superação das duas equipes. Os dois times foram para o intervalo precisando reverter o placar desfavorável e, no segundo tempo, como muita determinação, conseguiram o resultado que lhe colocaram […]