Justiça manda apagar pichações no Vail Chaves

O ex-presidente do Mogi Mirim, Rivaldo Vitor Borba Ferreira, conseguiu uma liminar que obriga que as pichações feitas recentemente no estádio Vail Chaves sejam imediatamente apagadas. A medida é parte de uma ação judicial impetrada por Rivaldo, contra o atual presidente do Sapo, Luiz Henrique de Oliveira e também contra o próprio clube, por  ter sua imagem atingida. A ordem foi dada pela Juiza Fabiana Garcia Garibaldi, da Terceira Vara Cível de Mogi Mirim

A determinação só foi cumprida mediante presença de Oficial de Justiça e força policial. Em caso de descumprimento, a sentença previa a cobrança de uma multa diário no valor de 50 mil reais. Entre as alegações do ex- jogador estão injúria, calúnia e difamação. As frases utilizadas foram: “Rivaldo devolve os nosso CT”; “Cade o dinheiro do Uzbequistão”; e “Fora Forasteiros”. A preservação do patrimônio do clube não foi mencionada de forma objetiva. O autor da pichação ainda é desconhecido

Foto: Marcelo Gotti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *