Mogi: Luiz Henrique, cadê você!!!

O que será do Mogi Mirim a partir de agora? Essa é a pergunta que passa na cabeça de todo torcedor mogimiriano. O ano de fracassos da equipe profissional foi encerrado no sábado (9), com uma vexatória goleada por 8 a 1 sofrida para o Joinville, na última rodada da primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro. O resultado apenas refletiu a temporada melancólica do Sapão da Mogiana.

Para responder a essa pergunta, somente o presidente Luiz Henrique de Oliveira. Contestado por todos os lados, o dirigente não apareceu em Mogi Mirim nesta semana. Nem mesmo os demais membros da diretoria. Não deram uma posição sequer para os funcionários do clube que trabalham no estádio Vail Chaves. Só para lembrar, os funcionários não recebem salários há mais de três meses.

Foi justamente a falta de salário que levou o elenco a não entrar em campo contra o Ypiranga, protagonizando um inédito WO. A equipe só não abandonou a competição porque teve a ajuda da Federação Paulista de Futebol para quitar pelo menos um mês de salários aos jogadores que permaneceram no clube. O Mogi foi até a ultima rodada, mas, não evitou o rebaixamento para a Série D.

Leia mais na edição desta sexta-feira, 15, do GRANDE JOGADA.

Next Post

Semifinais com reencontros e sem vantagem de atuar por empate

sáb set 16 , 2017
A primeira semifinal será às 8h30 e reunirá BFC União e Valencia. Adversários nas finais de 2015 e 2016, os times são rivais em campo, mas, parceiros quando o assunto é solidariedade. Inspirados na ação do ano passado, Votu (técnido do Valencia) e Lucão (goleiro do BFC União), deram o […]