Por voos mais altos

Há um ano e meio, foi criado em Mogi Mirim o Projeto Águia. Uma iniciativa voluntária, que tem como objetivo central, ajudar crianças, jovens e adolescentes carentes do município a se distanciarem cada vez mais da marginalidade através do esporte. No Projeto Águia, são oferecidas aulas de taekwondo de maneira gratuita. Mas, a falta de apoio tem levado os responsáveis a buscar alternativas para manter acessa a chama da solidariedade.

O projeto foi lançado em março de 2016 por Fábio Cristian, que viu no esporte, o caminho para ajudar todas as crianças mogimirianas. “Graças a Deus, temos feito um trabalho muito bacana, ajudar a tirar da rua essa garotada toda”, disse o coordenador do Águia e, ao lado de uma equipe de voluntários, ministra as aulas de taekwondo. E o projeto tem crescido a cada ano, se aproximando cada vez mais da população.

Atualmente, são cinco unidades de aulas espalhada pela cidade. Aos sábados, o projeto atende às 9h00 na sede ICA (Instituto da Criança e do Adolescente), às 15h00 no Condomínio Terras do Mogi, e às 16h00 no ginásio da Fatec (Faculdade de Tecnologia) “Arthur de Azevedo).

Há um ano e meio, foi criado em Mogi Mirim o Projeto Águia. Uma iniciativa voluntária, que tem como objetivo central, ajudar crianças, jovens e adolescentes carentes do município a se distanciarem cada vez mais da marginalidade através do esporte. No Projeto Águia, são oferecidas aulas de taekwondo de maneira gratuita. Mas, a falta de apoio tem levado os responsáveis a buscar alternativas para manter acessa a chama da solidariedade.

O projeto foi lançado em março de 2016 por Fábio Cristian, que viu no esporte, o caminho para ajudar todas as crianças mogimirianas. “Graças a Deus, temos feito um trabalho muito bacana, ajudar a tirar da rua essa garotada toda”, disse o coordenador do Águia e, ao lado de uma equipe de voluntários, ministra as aulas de taekwondo. E o projeto tem crescido a cada ano, se aproximando cada vez mais da população.

Atualmente, são cinco unidades de aulas espalhada pela cidade. Aos sábados, o projeto atende às 9h00 na sede ICA (Instituto da Criança e do Adolescente), às 15h00 no Condomínio Terras do Mogi, e às 16h00 no ginásio da Fatec (Faculdade de Tecnologia) “Arthur de Azevedo).

Saiba mais na edição desta sexta-feira, 23, do GRANDE JOGADA.

Next Post

Programação intensa no Velo Città

sex set 22 , 2017
O Autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu, será palco neste final de semana de várias competições que fazem parte do calendário brasileiro de automobilismo. A principal atração será a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance. A prova 500 Km de São Paulo recebeu o nome de Troféu Stuttgart 20 […]