Mogi Mirim: Sob Pressão

Se não bastasse a pressão da oposição que pretende tirar toda a diretoria e conselheiros do Mogi Mirim Esporte Clube na Justiça Comum, o Sapo também precisa lidar com a pressão da Justiça Esportiva. O clube foi punido pelo SJTD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por não cumprir decisões judiciais. Ou seja, por não ter pago multa pela falta de recolhimento de taxas de arbitragem, o Mogi foi multado. E se não recolher, poderá ser suspenso de competições em 2018.

No último dia 20 de outubro, o clube foi julgado pelo STJD em dois processos. O primeiro referia-se ao jogo do dia 29 de julho, contra o Tombense, disputado no estádio Vail Chaves. No dia 8 de agosto, o Mogi já havia sido julgado por esse mesmo jogo. Na ocasião, foi condenado a pagar uma multa de R$ 1 mil, por não ter recolhido as taxas devidas, como as da arbitragem e do transporte dos ‘homens do apito’, no valor de R$ 5,6 mil.

Saiba mais na edição desta quarta-feira, 1, do GRANDE JOGADA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *