Estilo de Vida: Emagreça sem sofrimento

Elaine Cristina Navarro*

Já falei aqui sobre a diferença de dieta e reeducação alimentar. Dieta geralmente tem alguma finalidade terapêutica, ela é prescrita de forma a restringir total ou parcialmente algum grupo de alimento. Dietas são utilizadas para fins específicos, para baixar colesterol, diabetes, minimizar intolerâncias alimentares ou para ganho de massa muscular por exemplo. Reeducação alimentar é um processo de aprendizado e conhecimento, consiste na mudança de hábitos alimentares gradativos, uma mudança do estilo de vida.
A reeducação alimentar é uma forma de emagrecimento muito eficaz e que não gera tanto impacto, pois você vai se habituando devagar com as mudanças e com isso o efeito rebote ou sanfona, que é ganhar todo peso novamente, praticamente é mínimo. Trata-se de uma mudança para a vida toda, mudança esta que não beneficia somente a estética, mas sim a saúde como um todo.
Existem algumas regrinhas básicas para quem quer emagrecer sem sofrimento seguindo uma reeducação alimentar, vamos conhecer algumas delas:
1) Não pular refeições: é muito comum as pessoas acharem que pular uma refeição ou outra vai facilitar o processo de emagrecimento. Hoje em dia existe até o Jejum Intermitente, que se trata de um estilo alimentar, mas que não é indicado para qualquer pessoa. Permanecer muito tempo sem se alimentar pode acarretar numa compulsão e se você não está preparado psicologicamente para isso, pular refeições não é indicado.
2) Alimente-se de três em três horas: Comer com intervalos de no máximo três horas faz com que seu corpo se mantenha ativo, gastando energia para digerir as refeições, além do que diminui a chance de você comer compulsivamente na próxima refeição. Comer em pequenas porções em intervalos curtos mantém equilibrados os níveis de insulina do nosso corpo, o que beneficia o processo de emagrecimento.
3) Coma devagar: A mastigação tem um papel muito importante para o emagrecimento saudável, pois é na boca que a digestão começa. Comer rápido demais causa desconforto e sensação de “estufamento”. Coma devagar e saboreie os alimentos, isso vai beneficiar a saciedade, que permanecerá por mais tempo.
4) Hidrate-se: A água é fundamental para nosso corpo e é uma das aliadas mais fortes do emagrecimento, pois é um dos elementos essenciais para a manutenção da nossa saúde. Tomando água cerca de 10 minutos antes das refeições faz com que você sinta menos fome, além de melhorar a digestão e a desintoxicação do corpo. O ideal para uma pessoa adulta é ingerir cerca de 2 à 2 litros e meio de água por dia, para hidratação e aceleração do metabolismo.
5) Reeduque seu paladar: É muito importante para um emagrecimento efetivo e duradouro a mudança de hábitos. A indústria a cada dia nos atrai para a compra de produtos cada vez mais cheios de aromatizantes, corantes, sódio e açúcar, por isso dê preferência para comida de verdade. No início pode parecer difícil, mas depois que acostumar com o sabor dos alimentos de verdade, nunca mais vai querer produtos industrializados! Experimente temperos naturais ao invés dos temperos prontos do supermercado, sucos naturais, adoçantes naturais como stevia e até sucos e café sem açúcar. Faça seu paladar adaptar-se aos novos sabores e você terá muito mais benefícios.
6) Faça trocas inteligentes: Trocar carboidratos simples (pães, biscoitos, arroz branco, açucares, refrigerantes, entre outros) por carboidratos complexos (pães, arroz e macarrão integral) é a maneira mais sensata de emagrecer sem sofrer. Os alimentos integrais não são menos calóricos, no entanto possuem alto teor de fibras e vitaminas, auxiliando o organismo no controle do colesterol, glicemia e mantém a sensação de saciedade por muito mais tempo. Opte sempre por cortes de carne magros ao invés de embutidos e frituras. Ovos também devem ser uma opção para as refeições, principalmente para o café da manhã.
7) Pratique exercícios: Alimentação saudável é tudo, mas exercícios físicos colaborará para sua disposição e sanidade mental. Qualquer exercício libera hormônios do bem estar e fará com que você não abandone a sua alimentação correta.
8) Tenha metas: Estipule metas e prazos, mas sempre possíveis de serem alcançados. Nada de dietas mirabolantes, que atrapalhará sua saúde e fará com que o emagrecimento não seja efetivo, causando um efeito rebote no final. Objetivos claros ajudarão você chegar onde quer!
Bom, acredito que com essas regrinhas que não são difíceis de seguir todo mundo chega lá, não deixe para o ano que vem, comece a partir de já e sentirá sua vida mudar mais rápido do que imagina e sem sofrimento.

*Elaine Cristina Navarro é estudante de pedagogia e tem uma página de motivação ao emagrecimento saudável

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *