São Paulo e Santos fazem ‘clássico divisor de águas’

O campeonato é decidido apenas nas finais. Porém, vitórias em clássicos, mesmo na primeira fase, costumam ser primordiais no caminho de quem quer ser campeão. É o clássico divisor de águas. Neste domingo (18), São Paulo e Santos se enfrentam no estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) nestas condições.

Os rivais perderam os clássicos já disputados em 2018 e uma nova derrota pode significar a presença incômoda da pressão. Já para o vencedor, o resultado positivo traz a confiança necessária para arrancar na reta final da fase de grupos. O duelo no estádio do Morumbi terá início às 17h00 e o São Paulo não poderá contar com o zagueiro Rodrigo Caio, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Anderson Martins e Bruno Alves devem formar a dupla de zaga titular no clássico e Arboleda, que está retornando de lesão, corre por fora.

Vale destacar que o jogador cumpriria a suspensão diante do Ituano, no dia 14 de fevereiro, mas, como o duelo com o Galo de Itu foi remanejado para o dia 21, em virtude da atuação tricolor pela Copa do Brasil no dia 15, a suspensão deve ser cumprida diante do Peixe. O São Paulo enfrentará o Santos três dias depois de decidir uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil com o CSA, em Alagoas (partida encerrada após o fechamento desta edição).

Em compensação, o meia-atacante Valdívia pode fazer a sua estreia no Paulistão pelo São Paulo. O jogador, que já foi relacionado para a Copa do Brasil, está inscrito na competição e fica mais uma vez à disposição do técnico Dorival Júnior. Já o volante Petros, que cumpriu suspensão na Copa do Brasil, retoma a vaga que foi de Hudson diante do CSA. O Tricolor deve ir a campo com a seguinte formação: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Petros e Nene; Marcos Guilherme, Cueva e Diego Souza.

Saiba mais na edição desta sexta-feira, 16, do GRANDE JOGADA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *