Poliana Okimoto: Ela já ganhou o mundo. E quer mais…

Poliana Okimoto Cintra. Um dos grandes nomes do esporte nacional é uma mulher que, apesar de não ser nascida em Mogi Mirim, possui raízes fortes com a cidade. Foi em Mogi que o marido e treinador, Ricardo Cintra, nasceu e foi criado para a natação. Nesta sexta-feira (2), Poliana será homenageada exatamente pelo Clube Mogiano.

O prêmio Melhores do Ano, entregue a cada dois anos, escolheu a medalhista olímpica para ser grande estrela da noite. “Fiquei super feliz de ser homenageada. Mogi Mirim é uma cidade que está no meu coração e eu adotei a cidade como minha, porque gosto muito da cidade”, exclamou Poliana.

Ela afirmou que, de uma certa forma, o Clube Mogiano fez parte da sua preparação para a Olimpíada. “Em 2015, treinei vários meses na piscina do clube e é uma cidade que estará para sempre no meu coração, não apenas pela parte esportiva, mas pelo aspecto familiar. A família do Ricardo toda está em Mogi e ele é um mogimiriano com maior orgulho, é o porta-bandeira da cidade onde quer que esteja”.

A fase de atleta ficou para trás. No final do ano passado, emocionada, ela anunciou a aposentadoria. Com títulos mundiais em maratonas aquáticas, o bronze na Olímpiada do Rio e muitas medalhas e recordes em competições de natação indoor, a ‘mogimiriana de coração’ tem novos planos a partir 2018. No dia 31 de março irá para Londres, onde se tornará a primeira mulher brasileira a integrar o Hall da Fama das Maratonas Aquáticas. Um reconhecimento mundial da International Marathon Swimming Hall of Fame (IMSHOF).

Saiba mais a respeito da medalhista olímpica na edição especial do GRANDE JOGADA desta sexta-feira, 2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *