Vida Mais: A importância da gerontologia em destaque

Estudar o processo de envelhecimento humano e identificar as necessidades físicas, sociais e emocionais que surgem com o avanço da idade. Em resumo, esta é atividade do profissional de gerontologia, que tem sua data anual celebrada em 24 de março. Na prática, o gerontólogo possui uma visão ampla do processo de envelhecimento, que inclui desde perspectivas biológicas até psicológicas e sociais. Diferentemente dos geriatras – médicos especializados na saúde do idoso – os gerontólogos podem atuar como ‘gestores da velhice’, trabalhando em conjunto com famílias, instituições, empresas e órgãos públicos de forma a detectar aspectos e necessidades que podem garantir mais qualidade de vida ao público assistido.

A figura do gerontólogo, inclusive, se faz cada vez mais importante diante do aumento da expectativa de vida do brasileiro e da busca por um processo de envelhecimento focado no ganho de qualidade de vida. Em Itapira, o Centro do Idoso Vida Mais é uma das instituições que dispõe desse tipo de colaborador. A gerontóloga Jéssica Palini Soares, 26, explica que o profissional de gerontologia possui formação de nível superior nas diversas áreas do conhecimento, como Psicologia, Serviço Social, Nutrição, Terapia Ocupacional e Direito, entre outras. “Na prática, o gerontólogo é um profissional apto a lidar com questões do envelhecimento e da velhice, com um olhar interdisciplinar a partir de sua área original de conhecimento”, diz.

De acordo com ela, o gerontólogo trabalha na prevenção, ambientação, reabilitação e nos cuidados paliativos dos idosos, com presença nas áreas da Saúde (organização, planejamento, gerenciamento e avaliação de programas de assistência em hospitais, ambulatórios, instituições de média e longa permanência, clínicas geriátricas), de Planejamento e Gestão (empresas de consultoria, planejamento de políticas públicas relacionadas ao envelhecimento); Educação (oficinas para a terceira idade, formação desde criança para um envelhecimento saudável, educação permanente de equipes que oferecem serviços voltados aos idosos) e de Pesquisa.

No Centro do Idoso Vida Mais, Jéssica desenvolve a chamada gerontomotricidade, atividade que propõe a realização de movimentos lentos e coordenados, integrados a exercícios respiratórios, aplicados de maneira contingencial e adequados às necessidades e capacidades funcionais de cada idoso. “Nesse processo de prevenção, recuperação e manutenção da saúde do idoso é de extrema importância uma vida ativa fisicamente e cognitivamente. Na área da atividade física utilizamos a gerontomotricidade, e na área da cognição trabalhamos com os treinos cognitivos, uma intervenção estruturada com a finalidade de eliminar ou atenuar dificuldades cognitivas, em função do grau de comprometimento existente ou prevenir sua ocorrência”, salienta a profissional.

 

GANHOS

 

No Vida Mais, Jéssica coordena atualmente quatro atividades: Inclusão Digital, Gerontologia, Gerontomotricidade e Exercitando a Memória. “As mais procuradas são as atividades de Inclusão Digital e Exercitando a Memória, e isso me deixa muito contente, pois mostra que os idosos estão se conscientizando de que não temos que exercitar apenas o corpo, mas o cérebro também”, afirma. De acordo com ela, os idosos que participam das atividades do Vida Mais desde a inauguração do espaço, em outubro do ano passado, já apresentam melhorias significativas em diversos aspectos.

 

“Todos os idosos, antes de ingressarem nas atividades do Vida Mais, passam por uma avaliação multidimensional física e cognitiva. Essa avaliação será repetida com todos após 6 meses de atividades. Mas, sem obter esses resultados já podemos observar no dia-a-dia as mudanças físicas (idosos que estão se cuidando mais), mudanças psicológicas (idosos que relatam a melhora ou até mesmo que deixaram de tomar alguns medicamentos), a melhora cognitiva (idosos que realizando as atividades de estimulação cognitiva tiveram uma melhora significativa na realização das atividades de vida diária) e a mudança social. O convívio social é fundamental na manutenção do senso de pertinência do ser humano, uma vez que garante sua conexão com o mundo”, finaliza.

VIDA MAIS

A Associação Centro do Idoso Vida Mais é um espaço de convivência criado e mantido pela iniciativa privada com apoio de voluntários e colaboradores. Sediado em amplas instalações na Rua Farmacêutico Antônio Serra, nº 345, na Vila Penha do Rio do Peixe, o local atende gratuitamente homens e mulheres com idade a partir dos 60 anos, tendo como objetivo proporcionar um ambiente de convivência familiar e comunitária para fomentar um processo de envelhecimento ativo, saudável e autônomo capaz de garantir mais qualidade de vida.

As atividades acontecem de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 11h00 e das 13h00 às 18h00 em um espaço dotado de completa infraestrutura e com uma equipe multidisciplinar devidamente capacitada. A sociedade e o empresariado podem contribuir com espaço com doações de serviços, produtos ou contribuições financeiras. Mais informações pelo site www.vidamaisitapira.com.br, pelo e-mail nanda@vidamaisitapira.com.br ou pelo telefone 3843-7848.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *