Federação não se posiciona sobre o Mandi

A reportagem do GRANDE JOGADA tem mantido contato constante com a Federação Paulista de Futebol (FPF) com o intuito de levantar um posicionamento oficial da entidade a respeito da situação do Clube Atlético Guaçuano. Fora das competições da FPF desde 2014, o Mandi também não possui uma diretoria eleita desde o final de 2016.

Com o caos instalado após o clube perder o direito de atuar no estádio municipal Alexandre Augusto Camacho (interditado pela FPF), a equipe irá completar a quarta temporada ausente das competições organizadas pela entidade. Com isso, o GRANDE JOGADA questionou a Federação sobre a situação do clube e até quando este afastamento não resultará complicações na filiação do clube junto à entidade.

A assessoria de imprensa recebeu os questionamentos e explicou apenas que repassaria os questionamentos ao órgão responsável. Após a resposta, retornaria o contato, mas ainda não se posicionou sobre o tema. A situação do Mandi perante a Federação é apenas uma das incógnitas que cercam o clube, que completará 90 anos em 2019 ainda sem saber se terá de fato um futuro. Há ainda outros pontos vitais a serem resolvidos, como a composição oficial da diretoria e a liberação do estádio, que não pode receber jogos desde que Walter Caveanha (PTB) reassumiu a Prefeitura, em 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *