Mogi é eliminado na Série D do Brasileiro

O reflexo da incompetência da gestão Luiz Henrique de Oliveira no Mogi Mirim Esporte Clube pode ser retratada de inúmeras maneiras. Porém, é no campo de jogo que está a prova cabal do quão ruim foi a administração do guarulhense colocado na presidência do Sapo por Rivaldo Ferreira.

No domingo (13), o Sapão a Mogiana perdeu por 2 a 1 para o Brusque e foi eliminado no Grupo A17 da Série D do Campeonato Brasileiro com duas rodadas de antecedência. O Mogi é o lanterna da chave, ainda sem pontos após quatro rodadas. Com o São José na liderança, com 12 pontos e o Brusque chegando a nove, na segunda posição, o Sapo não tem mais chances de ficar entre os classificados para a segunda fase.

Como a divisão é a última, não há, tecnicamente, um rebaixamento, marca registrada da ‘Era Luiz Henrique’. Mas, a péssima campanha dá uma certeza. O Sapo está fora de qualquer competição nacional pelo menos nos próximos dois anos. Para se manter no cenário brasileiro, o Mogi precisava conquistar o acesso para a Série C.

Em 2019, o calendário mogimiriano apresenta apenas uma competição profissional: a Segunda Divisão do Paulista. Assim, a equipe não terá direito a disputar a Copa Paulista, que dá vaga na Série D e na Copa do Brasil. Caso conquiste o acesso para a A3 já no ano que vem, em 2020 o Sapo teria direito de disputar a Copa Paulista e brigar por uma vaga nacional em 2021.

Se o raciocínio for apenas com acessos consecutivos no estadual, o Mogi voltaria a disputar a Série A1 em 2023 e, em caso de uma boa campanha, chegaria à Série D do Brasileiro em 2024. Ou seja, se for extremamente competente, o Sapo voltaria ao cenário nacional após cinco anos de ausência.

Na quarta rodada, o Sapo perdeu para o Brusque no estádio Augusto Bauer. Tiago Pará abriu o placar para os catarinenses, mas Glécio, na etapa final, deixou tudo igual. Quando a partida caminhava para o primeiro ponto do Sapo, Jefferson Renan, aos 47 do segundo tempo, decretou a vitória do Brusque.

Para terminar a Série D ao menos de forma digna, o Mogi tem ainda duas partidas. Neste sábado (19), a equipe viaja até Porto Alegre (RS) para encarar o líder São José. O jogo será às 16h00, no estádio Passo d’Areia. Já no dia 27 de maio, às 18h00, acontece, simultaneamente, todas as partidas da última rodada da primeira fase.

O Sapo receberá o Prudentópolis. No site da CBF, ainda está a indicação de que o jogo será no estádio Vail Chaves, em Mogi Mirim. Caso o Sapo não faça uma solicitação de alteração para o estádio Leonardo Barbieri, em Águas de Lindóia, o duelo deverá ocorrer sem a presença de público, em Mogi.

Next Post

Itapirenses lutam na Copa Country Club

qua maio 23 , 2018
No domingo (20), a equipe de judô da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) de Itapira disputará a Copa Country Club Valinhos de Judô. Também conhecido como 3º Troféu Ariovaldo Antônio Bucatte, a competição terá início às 8h30, na Arena Country e reunirá atletas das categorias sub9, sub11, sub13, sub15, […]