Força e história nas semifinais do Guaçu

Nem sempre é assim, mas, na 1ª Divisão do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Mogi Guaçu, os quatro melhores da primeira fase, são os quatro times que seguem vivos na competição. Comercial, Itaqui, Paulista e Ipiranga são os semifinalistas do torneio. É o ‘Quarteto Fantástico da edição 2018, que repete a formação das semifinais de 2016 (relembre como foi abaixo).

No domingo (24), as quatro equipes iniciam a luta pela vaga na decisão. A partir das 9h10, Ipiranga e Comercial se enfrentam no estádio Carlos Nelson Bueno (Furno). No mesmo horário, a bola para Paulista e Itaqui, no centro esportivo José Suzigan (Beira Rio). A definição dos confrontos ocorreu no domingo (17). No Furno, o Ipiranga, quarto colocado na primeira fase, venceu o Ypê Pinheiro por 3 a 1.

Aos 18 minutos do primeiro tempo, Bruno Henrique abriu o placar para o Ipiranga, que ampliou aos 42, com Leonardo. Na etapa final, aos 7 minutos, Bruno Henrique marcou o segundo dele no jogo e liquidou a fatura. Aos 35, Khesley ainda descontou, mas era tarde para o Ypê. Já no Beira Rio, Oziel abriu o placar para o Paulista aos 39 da etapa inicial e se manteve na artilharia, agora com 9 gols. Na etapa final, Samuel, aos 7, e Marcelo, aos 21, ampliaram a vantagem e decretaram a classificação do atual campeão para a próxima fase.

Diferente do playoff, a semifinal é disputada no sistema de ida e volta. Após a primeira rodada neste domingo, os times voltam a jogar no dia 1º de julho, com inversão nos locais das partidas. Ou seja, Comercial e Ipiranga jogarão no Beira Rio e Paulista e Itaqui irão a campo no Furno. Os dois jogos terão início às 9h10. Já a final está marcada para o dia 8 de julho, às 9h00, no Furno. Os semifinalistas iniciam a briga pela vaga na final com números importantes. O Comercial, líder na primeira fase, é o que tem melhor aproveitamento de pontos, com 81,81%.

O Alvinegro ainda é o único invicto do torneio e dono da melhor defesa, com apenas seis gols sofridos em 11 partidas. O melhor ataque é do Itaqui, que marcou 31 vezes em 11 rodadas, uma média de quase três por jogo (2,81). Com 11 sofridos, o Alviverde tem o melhor saldo de gols (20). Após a disputa do playoff, Paulista e Ipiranga também melhoraram a artilharia, com 28 gols do Tricolor e 27 do Ipiranga. Ainda em relação ao aproveitamento de pontos, todos os times conquistaram pelo menos 3/4 (75%) dos pontos conquistados. Se o Comercial aparece com 81,81%, o Itaqui tem 78,78%, o Paulista 77,77% e o Ipiranga exatos 75%.

 

HISTÓRIA

 

As semifinais deste ano repetirão os duelos registrados em 2016. Na ocasião, o Paulista avançou como líder do Grupo B, chave que teve o Ipiranga na segunda posição. No Grupo A, o Comercial foi o primeiro colocado, com o Itaqui em segundo. Em uma das semifinais, o Comercial e Ipiranga empataram o jogo de ida por 1 a 1. Na volta, muita emoção. O duelo no campo do Furno terminou mais uma vez empatado em 1 a 1, com gols de Rodrigo para o Comercial e Renato para o Ipiranga. Nos pênaltis, vitória alvinegra por 4 a 3.

Na outra semifinal, o Itaqui praticamente decretou a classificação na ida, quando fez 4 a 0 sobre o Paulista. Jailson (2), Paulo Tabajara e Atos fizeram os gols do Alviverde. Na volta, o empate em 1 a 1 confirmou a vaga para o Itaqui, que, na final, venceu o Comercial. Se o único mata-mata valendo vaga em final entre Comercial e Ipiranga foi registrado em 2016, Paulista e Itaqui estão com os caminhos cruzados há muito tempo.

Desde 2013, o Superclássico aconteceu nove vezes, com três empates, quatro vitórias do Itaqui e duas vitórias do Paulista. No ano passado, o encontro na primeira fase terminou empatado sem gols, mas, na semifinal, não faltou emoção. No jogo decisivo, o Paulista fez 4 a 2, com Jhonatas (2), Oziel e Samuel e foi para a final, em que bateu o Comercial. Outro encontro recente em semifinal ocorreu em 2013, quando as equipes empataram em 1 a 1 no tempo normal. Nos pênaltis, vitória do Itaqui por 4 a 3 e classificação para ir à final, perdida para o Igaçaba. O último jogo entre os rivais ocorreu na fase classificatória da atual temporada, com vitória do Itaqui por 2 a 1.

Já Comercial e Ipiranga jogaram na sexta rodada e o duelo terminou empatado em 1 a 1. Diego fez o gol do Ipiranga, mas, aos 40 minutos, Wilson manteve o Comercial invicto no torneio. Fundado em 2012, o clube da zona Sul conquistou o acesso para a 2ª Divisão de 2014, em disputa que terminou com a Portuguesa campeã diante da Shopfisio. No ano seguinte, já na Segundona, eliminou o LM Monitoramento na semifinal e venceu o Igaçaba na decisão. O time comandado à época pelo saudoso Clodoaldo Domingos, o Clodô, chegou à elite e não saiu mais.

Em 2015, avançou para as quartas de final após ser o sexto colocado na fase de classificação. Nesta fase, reencontrou o Igaçaba. Na ida, vitória por 1 a 0 e, na volta, o empate em 2 a 2 deu a vaga para a semifinal, quando foi eliminado pelo Itaqui, nos pênaltis. Em 2016, foi eliminado pelo Comercial, rival que se repete este ano e, no ano passado, teve nova chance de brigar pelo título, mas caiu no playoff, diante do Itaqui.

Adversário do Ipiranga, o Comercial é um dos clubes mais tradicionais de Mogi Guaçu. Campeão em 1987, 1993, 2005, 2008 e 2009, o Alvinegro passou por um período de dificuldades no início da década. Após ser vice-campeão em 2011, a equipe passou por um período de reconstrução, que começou a ganhar forma em 2014, com o título da 3ª Divisão conquistado diante do Alvorada. No ano seguinte, os dois times decidiram também a 2ª Divisão e o Comercial voltou a faturar a taça. Desde a volta à elite, porém, a equipe bateu na trave duas vezes. Em 2016, perdeu a decisão para o Itaqui e, no ano passado, caiu diante do Paulista.

Longe do troféu desde 2009, o Comercial viu o Itaqui se tornar o clube em atividade com mais títulos na 1ª Divisão. O Alviverde foi campeão pela primeira vez em 1997. Depois, levantou o caneco em 2010, 2011, 2014, 2015 e 2016, se tornando hexacampeão. Já o Paulista, campeão em 1986, passou por um período de mais de 30 anos de jejum. Em 1987, perdeu a final para o Comercial e, em 2012, foi derrotado pelo Ypê Pinheiro. No ano passado, porém, na revanche com o Alvinegro, faturou a taça e quebrou a seca na elite. É assim, com números em alta e muita história, que o ‘Quarteto Fantástico’ do Amador de Mogi Guaçu inicia, neste domingo, a luta pela vaga na final.

Next Post

Manhã de playoff no Cinquentão do Guaçu

sex jun 22 , 2018
No domingo (24), acontece o playoff do Campeonato de Futebol Cinquentão de Mogi Guaçu. A partir das 8h00, no Beira Rio, Paulista e Camarões duelam por uma vaga na final. O outro encontro será no Furno, também às 8h00, entre Nossa Senhora das Graças e Grêmio Progresso/Paraíso Motos. Por terem […]