Cueva é vendido para clube russo por R$ 36 mi

São Paulo acertou na noite desta quinta-feita a venda de Cueva para o Krasnodar, da Rússia. Uma reunião entre a diretoria tricolor e o empresário do meia peruano, Fernando Radaelli, selou o negócio por 8 milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões). O valor será pago de forma parcelada, e o São Paulo poderá ganhar mais 2 milhões de euros, caso Cueva cumpra alguns pontos de bonificação acertados em contrato, como conquista de artilharia ou títulos, por exemplo. O Orlando City, dos Estados Unidos, também estava interessado.

O Krasnodar subiu recentemente para a elite do futebol russo e, na próxima temporada, disputará a Liga Europa. Observadores da equipe acompanharam os três jogos do Peru na Copa do Mundo – a seleção sul-americana foi eliminada na fase de grupos, e Cueva perdeu um pênalti na estreia, contra a Dinamarca. O contrato é de quatro temporadas.

Cueva deixa o São Paulo com sua pior média de gols desde que foi contratado – o meia está no Tricolor desde 2016. De lá para cá, foram 87 jogos vestindo a camisa tricolor, balançando as redes 20 vezes. Nos últimos tempos, Cueva teve alguns problemas de indisciplina e foi cobrado no começo deste ano, após faltar em uma reapresentação do time, pelo diretor-executivo Raí.

Direção e comissão técnica até gostariam de poder contar com Cueva para ser uma opção a Nenê, estrela do time, mas a presença do meia no banco de reservas seria um problema. O técnico Diego Aguirre dava a saída dele como certa desde antes da Copa. Na sexta-feira, Cueva deve se despedir dos companheiros no CT da Barra Funda. No fim de semana, o peruano tem viagem marcada para a Rússia.

Next Post

São Paulo empresta Bruno para o Bahia

sex jul 13 , 2018
O Bahia anunciou e apresentou, na tarde desta sexta-feira, seu mais novo reforço: o lateral-direito Bruno, de 32 anos, que estava no São Paulo. Com contrato válido até o fim da temporada, ele chega para suprir a carência no setor, que, após a venda de João Paulo para o futebol […]