Diogo quer esquecer lesões e decolar no Palmeiras

Uma sequência para embalar na equipe titular e não ter mais problemas físicos. É assim que o lateral-esquerdo Diogo Barbosa projeta o seu momento individual com a camisa do Palmeiras na retomada do Campeonato Brasileiro.

Depois sofrer uma entorse traumática ainda durante a pré-temporada, que o fez estrear pelo Verdão somente em abril, o atleta vinha se recuperando de um edema muscular na coxa direita desde o clássico contra o São Paulo, no dia 2 de junho.– Não vou ser hipócrita de falar que não, as lesões me atrapalharam muito. Quando estava me sentindo melhor e começando a atuar no nível que eu gosto de atuar eu tive outra lesão. Sei da minha responsabilidade, que fui contratado para assumir a posição. Pelas lesões não pude demonstrar o real futebol que eu posso demonstrar com a camisa do Palmeiras – explicou o atleta, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Na excursão pela América Central, Diogo Barbosa participou de parte dos amistosos contra o Independiente Medellin, no Panamá, e contra a Liga Alajuelense, na Costa Rica – ele não enfrentou o Deportivo Árabe Unido.De volta aos trabalhos na Academia de Futebol, ele vem treinando normalmente na equipe titular palmeirense e deve ser mantido na equipe contra o Santos, na próxima quinta-feira, no Pacaembu.

“Essa parada foi muito boa para mim porque pude ter uma pré-temporada para eu me preparar bem. Nunca tive histórico de lesão, e aqui no Palmeiras tive duas. É uma coisa nova para mim. Esse tempo todo que eu tive preparei meu corpo para que não venha acontecer essas lesões. Usei esse tempo para me preparar fisicamente, emocionalmente e tecnicamente para nessa retomada eu poder desempenhar meu melhor futebol, o futebol que levou o Palmeiras a me contratar”, disse o lateral.

Next Post

Palmeiras ficará com 19,4 mi de Guedes

sex jul 13 , 2018
Horas depois de o Atlético-MG anunciar a ida de Róger Guedes para o Shandong Luneng, o Palmeiras anunciou a venda do atacante para clube chinês, que foi fechada em 9,5 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões). Detentor de 25% dos direitos econômicos do atleta, o Verdão, assim como […]