França x Croácia: Os palpites para a final da Copa

A grande festa do futebol mundial está perto de mais um encerramento. Foram 30 dias intensos, com polêmicas, inovações, como o VAR (árbitro de vídeo), torcida e decepção com o Brasil e muitos gols. Após 62 partidas, os finalistas foram conhecidos nesta semana. Na terça (10), a França, com gol do zagueiro Umtiti, bateu a Bélgica por 1 a 0. No dia seguinte, a Croácia eliminou a Inglaterra.

Trippier marcou o gol inglês, mas Perisic e Mandzukic viraram o jogo para uma heroica Croácia. A decisão entre franceses e croatas será no domingo (15), às 12h00, no estádio de Lujniki, em Moscou, a capital da Rússia.  Pela primeira vez uma seleção do Leste Europeu chega à final desde a antiga Tchecoslováquia, que perdeu para o Brasil, em 1962. Herdeira da antiga Iugoslávia, que também nutria tradição no futebol, a Croácia é uma nação que teve a independência reconhecida apenas em 1992. Em 1998, logo em seu primeiro mundial, a Vatreni fez bonito. Venceu Japão e Jamaica na primeira fase. Nas oitavas, eliminou a badalada seleção romena e, nas quartas, atropelou a Alemanha, com uma vitória de 3 a 0.

O sonho de chegar à final, porém foi interrompido de forma dolorosa. Com muitas reclamações da arbitragem, os croatas foram derrotados pelos franceses, donos da casa, por 2 a 1. Davor Suker, artilheiro daquele Mundial, com 6 gols, abriu o placar no primeiro minuto do segundo tempo, mas, no lance seguinte, Thuram empatou. O zagueiro francês também fez o gol da vitória azul e interrompeu a bela trajetória croata.

Nas outras Copas, a Croácia não repetiu o brilho. Mas, a geração atual, com Luka Modric, camisa 10 do Real Madrid, Ivan Rakitic, titular do Barcelona e Mandzukic, um dos destaques da Juventus, recolocou os croatas no caminho das glórias. E, mais do que isso, em uma final. A equipe dos Bálcãs pode se tornar a primeira campeã inédita desde a Espanha, campeã em 2010. Porém, do outro lado, Le Bleus querem o bicampeonato.

Com peças talentosas, como Mbappe, de 19 anos, do PSG, Pogba, do Manchester United, Griezmann, do Atlético de Madrid e Kanté, do Chelsea, a França desbancou rivais fortes para chegar até a decisão. Eliminou a Argentina nas oitavas, o Uruguai nas quartas e a Bélgica na semifinal. O sonho de vencer o Mundial pela primeira vez longe de seus domínios motivam uma equipe que bateu na trave em duas competições importantes nos últimos anos. Vice da Copa de 2006 e da Eurocopa em 2016, a França quer o triunfo. Mas terá uma Croácia faminta por vingança e para fazer história.

PALPITES

E como Copa do Mundo é época de bolão, o GRANDE JOGADA lançou uma brincadeira para ver como está o feeling palpiteiro do pessoal do Amador regional. Jogadores, técnicos e dirigentes de times de Itapira, Mogi Mirim e Mogi Guaçu lançaram seus pitacos, registrados nesta página. A sorte está lançada. E que seja uma grande final.

  

Next Post

SEL avança para as quartas da Copa Conchal

sáb jul 14 , 2018
O futebol de base da Secretaria de Esportes e Lazer está classificado para as Quartas de Final da 6ª Copa Conchal 2018. No sábado (7), as equipes itapirenses disputaram a última rodada do Grupo 2 da primeira fase, com a classificação das três categorias. A equipe sub12 ficou com a […]