Com dois de Romero, Corinthians bate o Cruzeiro na Arena

Ángel Romero tem 26 gols na Arena Corinthians. O maior artilheiro do estádio do Timão marcou os dois últimos nesta quarta-feira (25), e foi o responsável pela vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Num jogo de alto risco contra um time arrumado e depois de derrota em clássico contra o São Paulo, o Corinthians se impôs no segundo tempo e mostrou que, mesmo com perdas, ainda tem qualidade. A equipe celeste, por sua vez, até criou chances, mas agora vê os líderes se distanciarem. “É uma vitória que traz confiança, precisamos de confiança”, definiu Romero. Ele ocupou a vaga de Jonathas, que saiu lesionado no primeiro tempo, e não decepcionou: no primeiro gol, apareceu sozinho na área para aproveitar rebote de chute de Danilo Avelar; no segundo, outro rebote, desta vez de falta cobrada por Jadson que bateu no travessão.

A vitória leva o Corinthians aos 22 pontos, ainda longe dos primeiros colocados, mas já no bolo do G-6. Do outro lado, os jogadores do Cruzeiro ficaram insatisfeitos com a arbitragem de Paulo Roberto Alves Júnior. Eles reclamaram de uma possível falta de Romero em Manoel no segundo gol do Corinthians. A equipe de Mano Menezes teve boa atuação, pressionou nos minutos finais, mas parou na defesa corintiana. O Cruzeiro se mantém com 24, cai na tabela após a vitória do rival Atlético-MG, que o ultrapassa, e pode ver Flamengo e São Paulo desgarrarem na ponta de cima.

O JOGO
Sem Rodriguinho no ataque, o Corinthians tentou se virar como pôde, mas não teve fluência no meio-campo para fazer a bola chegar ao centroavante Jonathas. O Cruzeiro comandou as ações desde o primeiro minuto, quando Barcos finalizou e exigiu ótima defesa de Cássio. A equipe celeste criaria outras boas chances, e o Timão só se recuperaria, curiosamente, após a lesão de Jonathas, que sentiu a coxa direita e teve de ser substituído por Pedrinho. A partir daí, o Timão passou a jogar sem referência na área e confundiu a defesa rival. Na etapa final, em outra rotação, o Corinthians se impôs e começou a criar muito com jogadas em velocidade pelos lados. Trocas de passes curtos e inversões de jogo também fizeram parte do repertório – numa dessas, aos 16 minutos, Romero inverteu para Danilo Avelar, foi até a área e esperou o rebote do chute do lateral para abrir o placar.

Com a vantagem, o Timão deu campo para o Cruzeiro e viu o adversário ameaçar. A entrada de Arrascaeta aumentou o poder ofensivo, e o uruguaio, dentro da área, quase empatou em chute que Léo Santos tirou de cabeça. Cássio fez outras defesas, e Danilo Avelar salvou um chute de Barcos em cima da linha. O Corinthians só saiu do sufoco aos 34, na bola parada, quando Jadson cobrou falta no travessão, e Romero mandou o rebote para as redes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *