Torneios de Itapira e Mogi perto da reta final

Os campeonatos de futebol amador de Itapira e de Mogi Mirim estão cada vez mais perto da reta final. No dia 19 de agosto, a Primeira Divisão de Itapira finaliza a primeira fase com três partidas pelo Grupo 2. Já em Mogi, a primeira fase vai até o dia 26 de agosto. Ainda há algumas brigas em aberto, mas, algumas equipes já sabem que estarão na próxima fase. Em Mogi Mirim, a primeira etapa do torneio reúne 12 clubes, que jogam em turno único e oito avançam para o segundo estágio.

Após nove rodadas, Santa Cruz (24 pontos), Tucurense (23), Vila Chaib (19), Fúria (17), Piteiras (17) e Jardim Europa (17) já estão classificados. Para Everton Bombarda, técnico da Tucurense, a montagem dos grupos será fundamental para a sequência da competição. Este ano, uma das chaves terá o primeiro, o quarto, o sexto e o oitavo e a outra ficará com o segundo, terceiro, quinto e sétimo. “O campeonato deste ano está muito equilibrado. Na segunda fase, teremos praticamente os oito times com chances de brigar para chegar na semifinal”, afirmou.

Para Marquinhos Dias, técnico do líder Santa Cruz, a primeira fase serviu para dar entrosamento à sua equipe, que passou por uma grande reformulação para este ano. De qualquer modo, analisa como muito boa a campanha do Cruzmaltino e faz um alerta. “Na segunda fase zera tudo, é outro campeonato”, destacou. Na análise de Rafael Karkaça, técnico do Fúria, Tucurense, única invicta e Santa Cruz, que sofreu apenas um gol, são as grandes favoritas na reta final. Porém, destaca um quarteto que tem brigado na parte de cima da tabela.

“O pessoal da segunda linhagem está muito parelho e igual, com os debutantes Fúria e Vila Chaib, além de Piteiras e Jardim Europa”, destacou. Também em seu primeiro ano na Série A, o Vila Chaib é um dos times que chamam a atenção. Sob o comando de Ivan Kotsura, a equipe é a terceira colocada. Para o treinador, a qualidade do campeonato o surpreendeu. “Muitos falaram que ia ser (um torneio) muito fraco, que seria só Tucura e Santa Cruz, mas, o que estamos vendo é algo totalmente ao contrário”.

Vice-campeão em 2017, o Jardim Europa também segue no páreo. Para Thiago Roberto, técnico da equipe, a segunda fase será para testar o coração de todo mundo. “Metade dos times do campeonato tem totais condições de ser campeão. O campeonato está bem equilibrado esse ano. Nesta próxima fase, aquele que errar menos e ser mais regular, vai chegar na semifinal e o primeiro jogo do total de três, para mim, é importantíssimo não perder, para não ficar pressionado nos restantes”, frisou. A primeira fase terá mais duas rodadas e quatro clubes estão vivos na briga pelas duas vagas restantes. União Santa Luzia (12) e Vila Maria (10) dependem apenas de si para avançarem e Nova Santa Cruz (9) e Amigos (6) também estão na briga.

ITAPIRA

Na Copa Itapira de Futebol Amador, o Grupo 1 já está definido. Valencia (12 pontos), Fúria Jovem Botafogo (11), Córgo do Coxo (7) e Bob Marley (7) estão classificados e Cubatão e Estrela do Norte caíram para a Segundona. O Grupo 2 será definido apenas no dia 19 de agosto. No Pedro Bagini (Lazer), BFC União e Sport se enfrentam às 8h30 e às 9h45 tem Solano x Guarani. Já no campo dos Prados, o Eleutério duela com o rebaixado Águas Claras, a partir das 9h45.

Sport e Eleutério são os únicos já classificados. Solano, BFC União e Guarani lutam pelas duas vagas. Quem vacilar, cai de divisão. O atacante Cauan, do Eleutério, frisou que seu time vem forte, porém, para a segunda fase, prevê apenas jogos difíceis e que serão disputados até mesmo, só por uma bola. “O time que estiver mais concentrado vai se dar bem na reta final”. Líder do Grupo 1 e atual campeão, o Valencia fez a melhor campanha da primeira fase. Mas, nem por isso, o técnico Votu crê em favoritismo. Pelo contrário.

“Vou falar o que acho que vai acontecer na segunda fase: equilíbrio. Podemos levar vantagem pelo histórico, mas isso é só fora de campo. Lá dentro, iguala tudo”, pontuou. Técnico do Córgo do Coxo, Edinho destacou que a Copa Itapira é muito difícil e a cada ano está mais equilibrada. Ele ressaltou que, dos quatro classificados do Grupo 1, três estiveram no mata-mata em 2017: Valencia, Fúria e Córgo. Ao falar do seu time, ressaltou que a equipe avançou pelo terceiro ano seguido de fase, mas, que, por ter ficado em terceiro lugar, será obrigada a vencer nas quartas de final. “A base foi mantida e o time continua com seu jeito ‘cascudo’ de jogar contra qualquer rival”, ressaltou. Novidade entre os classificados para o mata-mata, o Bob Marley também quer ir além. “Não tem o que fazer, eu quero a vitória e a classificação para a semifinal. Com todo o respeito ao adversário que vem, eu sou Bob Marley. Boa sorte a todas as equipes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *