RAIO-X – Valencia x Guarani: semi de peso

Começa neste domingo (26), mais uma fase eliminatória na Copa Itapira de Futebol Amador de Itapira. Na Primeira Divisão, o atual campeão, Valencia, busca o quarto título da competição e terá pela frente o Guarani, que busca a segunda conquista no torneio. O duelo será às 8h30, no campo Victório Sartorelli Filho (Prados). O Valencia, por ter feito melhor campanha na primeira fase (1º colocado do Grupo 1 – 12 pontos), joga com a vantagem do empate para avançar para a semifinal. Já o Guarani (4º colocado no Grupo 2 – 6 pontos) precisa vencer, por qualquer placar, para seguir vivo na Copa Itapira.

A última conquista do Bugre foi em 1996, dois anos após sua fundação. Já o Morcegão ficou com a taça em 2012, 2015 e 2017 e pode entrar em uma lista seleta de clubes com quatro taças ou mais, que conta apenas com Unidos (cinco – 1990, 1992, 1993, 1995 e 1997), Latitude (cinco – 2004, 2006, 2007, 2008 e 2009) e União Bom Jesus (quatro – 1986, 1988, 1989 e 1991). Nesta luta por um novo troféu na galeria, as equipes vêm de caminhos diferentes. O Valencia foi o líder do Grupo 1, com 12 pontos. Foram quatro vitórias em cinco partidas. Corrégo do Coxo, Cubatão, Estrela do Norte e Bob Marley foram superados pelo time que é comandado por Alexandre Silvestre, o Votu. Na primeira fase, um único revés, contra o Fúria Jovem Botafogo, por 2 a 1, no Pedro Bagini. O Morcegão terminou a fase qualificatória com 19 gols marcados em cinco jogos, uma média de quase quatro gols marcados por partida.

Um número que foi potencializado com a goleada de 10 a 0 sobre o Estrela do Norte, na quinta rodada, a maior da competição em 2018. O atacante Tiago Gutierrez, autor de cinco gols neste jogo, é o artilheiro do time e do torneio neste ano, com seis no total. Renan é o vice-artilheiro, com quatro gols, seguido por Kaique (3 gols), Matheus Borná (2), Wesley (1), Pitty (1), Misso (1) e Diógenes (1). Durante toda a primeira fase, foram apenas três gols sofridos por Leandro e Daniel, que revezaram a titularidade na meta valenciana. Já em termos disciplinares, foram duas expulsões e nove amarelos. Kaique, suspenso pela Junta Disciplinar, com quatro partidas, é um dos desfalques para o duelo com o Bugre. O atacante Pitty, que sofreu uma lesão há cerca de três meses, também deve ser baixa no duelo.

Guarani terminou a primeira fase com seis pontos e foi o quarto colocado no Grupo 2 da Copa Itapira de Futebol | Fotos: Lucas Valério/Jornal Grande Jogada

Já o Guarani fez uma campanha irregular. Estreou com um empate em 1 a 1 diante do BFC União (resultado que, ao final, faria enorme diferença na classificação). Depois, perdeu para o Sport por 1 a 0, mas, na terceira rodada, venceu o Eleutério, que terminaria a chave na liderança, por 2 a 1. Na quarta rodada, empatou com o Águas Claras, que foi rebaixado com o resultado e, na última rodada, o empate em 3 a 3 com o Solano garantiu a classificação para a segunda fase mesmo terminando empatado com o Barão, com seis pontos. Ou seja, aquele empate e o maior número de gols, foram vitais para escapar da volta à Segunda Divisão e para seguir na luta pelo segundo título no Amador local. O Guarani fechou a fase com uma vitória, três empates e uma derrota, com seis gols marcados e seis gols sofridos. O artilheiro do time na 1ª Divisão é Gui, com dois gols. Guinho, Rapha e Lucas Valério também já marcaram para o Bugre na competição. O time recebeu 12 amarelos e não teve nenhum atleta expulso até aqui.

HISTÓRICO

Fundado em 1994, o Guarani se manteve por muito tempo entre os principais times de Itapira. Nesta década, porém, começou na Segundona, torneio que disputou em 2011, 2012 e 2013, ano em que ficou com o vice-campeonato, perdido para o Córrego do Coxo. Em 2014, ano da volta à elite, o clube enfrentou o Valencia na primeira fase. No dia 29 de junho, no campo dos Prados, o Bugre venceu por 4 a 2. Em 2015 e em 2016, os clubes estiveram em chaves diferentes e não se encontraram nas fases agudas do torneio. O reencontro ocorreu apenas em 2017, quando os times empataram em 1 a 1, no campo da Boa Esperança. Pitty, de pênalti, fez 1 a 0 para o Morcegão, aos 28 do primeiro tempo, mas, Rafael Godoy, aos 10 da etapa final, deixou tudo igual.

O Valencia não contará com o atacante Kaique, suspenso. Time fez a melhor campanha na primeira fase na elite itapirense | Fotos: Lucas Valério/Jornal Grande Jogada

VALENCIA

VALENCIA FUTEBOL CLUBE
FUNDADO EM 2004
PRESIDENTE: Benedito Donizete Bueno da Silva (Benê)
TÉCNICO: Votu
TÍTULOS NA 1º DIVISÃO: 2012, 2015 e 2017
TIME-BASE: Leandro; Diógenes, Batata (Misso), Matheus Borná e Juliano Cima; Magno, Gattei e Wesley; Pitty (Rodrigo Reis), Kaique (Renan) e Tiago.

GUARANI

GUARANI FUTEBOL CLUBE
FUNDADO EM 1994
PRESIDENTE: Cléber Balbieri (Bieri)
TÉCNICO: Tiãozinho
TÍTULOS NA 1ª DIVISÃO: 1994
TIME-BASE: Júlio César; Rapha, Jean, Anderson (Romário) e Jaciel; Welker, Gui, Nilson e Lucas; Jonathan e Guinho.