Indião prevê dificuldades para o Córgo em duelo com o Sport

Sete pontos conquistados de 15 possíveis. A campanha do Córgo do Coxo na primeira fase da 1ª Divisão da Copa Itapira de Futebol Amador colocou o time na terceira posição do Grupo 1. E o Sport, vice-líder do Grupo 2, com oito pontos, entrou no caminho da equipe na busca pelo sonhado título da elite itapirense. Neste domingo (2), a partir das 9h45, Córgo e Sport se enfrentam no campo Victório Sartorelli Filho (Prados). O vencedor do duelo irá encarar o o Valencia, que eliminou o Guarani nas quartas de final.

Um confronto que acontece pela primeira vez na competição. O Sport é uma das forças em ascensão no Amador local. Após conquistar o acesso na Terceirinha de 2015, a equipe rubro-negra foi campeã da Segundona em 2016. No ano passado, Córgo e Sport estiveram em grupos opostos na primeira fase e não chegaram a se encontrar nas fases eliminatórias. Desta vez, os caminhos se cruzaram e o GRANDE JOGADA bateu um papo com o zagueiro Anselmo Adão, o Indião, uma das peças que defendem o Córgo há mais tempo no Amador.

Como você avalia a primeira fase do Corgo na Copa Itapira?

Realizamos bons jogos e poderíamos ter classificado em melhor posição. Mantivemos uma base do ano passado e trouxemos novos jogadores, que se encaixaram muito bem em nosso time e vamos forte para o jogo em busca da classificação. Estamos otimistas pelos jogos que realizamos. E a ideia é sempre manter nosso foco, com um passo de cada vez e é bem isso que estamos fazendo para conseguir chegar até a final.

O que espera da partida contra o Sport?

Espero uma partida muito equilibrada e disputada. O Sport não chegou até aqui sem querer. Ganhou recentemente um campeonato que tinha times de primeira divisão e tem bons jogadores, que não desistem do jogo. Eles correm até o final. Vamos ter muito trabalho e será uma bela partida de futebol. O Sport tem um elenco muito bem montado, com uma base formada que joga junto há bastante tempo.

Como o time deve se portar para reverter a vantagem do empate que o rival tem?

Não podemos entrar no desespero de partir para cima logo nos minutos iniciais. Não podemos dar espaço ao adversário. Vamos analisar bem o jogo e colocar nosso ritmo de jogo em campo para que, se possível, fazer um gol ainda no primeiro tempo e com isso abrir o time deles e jogar com atenção. Daí em diante buscar fazer o segundo gol e matar jogo quem sabe nos contra-ataques.

Após muitos anos de sobe e desce, o Córgo firmou-se na Primeirona. O que falta para chegar ao sonhado título?

Nos últimos dois anos batemos na trave para chegar a uma sonhada final. É difícil falar o que falta, porque sempre entramos no campeonato pensando no título e traçamos nossos objetivos. Talvez falta mais tranquilidade em jogos decisivos. Esse ano não está diferente estamos muitos focados. Todo nosso elenco vem jogando e com isso ajuda o treinador Edinho na definição do time. Tivemos uma baixa muito grande, o Diego, que faz muita falta ao nosso time e vamos lutar até final.

Next Post

Cassinho: "O Vila Nova quer mostrar um futebol moderno"

sáb set 1 , 2018
O Clássico das Vilas. Neste domingo (2), a briga pela classificação para a semifinal da Segunda Divisão da Copa Itapira de Futebol Amador continua. A partir das 8h30, o campo Pedro Bagini (Lazer) sedia o encontro entre dois times na mesma região da cidade. O Vila Ilze desafia o Vila […]