Conrado valoriza resultados no José Finkel

O nadador itapirense Conrado Coradi Lino, que há anos defende a Free Play/Sejel, de Mogi Mirim, teve um desempenho de destaque no Troféu José Finkel, o Campeonato Brasileiro de Natação Absoluto. Além de incomodar grandes nomes da natação, ele deu entrevistas e cresceu ainda mais no cenário nacional. Por muito pouco, não conquistou uma vaga para representar a seleção brasileira no Mundial de Piscina Curta, que acontece em dezembro, na China.

Mesmo assim, voltou a Mogi Mirim satisfeito com o desempenho no Esporte Clube Pinheiros, sede da edição 2018 do Finkel. “O Finkel de forma geral foi uma competição muito forte. Todos os brasileiros que tinham o tempo mínimo estipulado pela CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), poderiam estar presentes, independente de idade, o que eleva ao máximo o nível do Campeonato Brasileiro”, explicou.

Conrado ressaltou que, na competição, estava desde o campeão olímpico César Cielo, até o garotos, admiradores do Cielo. “E toda hora havia alguém batendo um recorde sulamericano ou recorde brasileiro”. Em sua ótica, a natação brasileira tem na ‘Geração Tóquio 2020’ vem se construindo muito forte. “E nós batemos de frente com toda essa galera. Foram quatro finais e quatro melhores tempos da vida nas quatro provas em que nadei”, ressaltou.

Conrado destacou que, pela primeira vez, quebrou a barreira dos 4 minutos e 15 segundos nos 400 metros medley justamente na final, que lhe garantiu a quarta posição entre todos os nadadores do país nesta modalidade.

“Pela primeira vez também quebrei a tão difícil barreira dos 2 minutos na prova de 200 metros medley e foram duas vezes no mesmo dia, tanto na eliminatória, como na final. Tudo isso só mostra que estamos no caminho certo. Continuamos evoluindo e chegando cada vez mais próximos do nosso objetivo final”, frisou Conrado.