Arte do Boxe leva boxeadores ilustres ao Recanto

Chegou a hora de definir o campeão da edição 2018 da Série A da Copa Mogi Mirim. Uma briga que conta com dois campeões e dois times que buscam a primeira taça na competição. Em uma chave, a atual tricampeã Tucurense, que detém 15 títulos na história da competição, vai enfrentar o Jardim Europa, em uma reedição da final do ano passado. Do outro lado, o Santa Cruz, que busca quebrar um jejum de quase 20 anos sem a principal taça do Amador de Mogi, enfrenta o Vila Chaib, campeão da Série B em 2017 e que busca um feito raro. Ser campeão da elite um ano após vencer a Segundona.

A disputa começa já neste final de semana. Após a Lifamm (Liga de Futebol Amador de Mogi Mirim) cogitar a realização das semifinais nos dias 14 e 21 de outubro, uma reunião na noite de segunda-feira (24) definiu o calendário seguindo a tabela-base, anunciada antes do início do torneio. No domingo (30), a partir das 10h00, o Jardim Europa enfrenta a Tucurense no estádio Ismael Poletini (Santa Cruz). Já às 15h00, no estádio Distrital Angelo Rottoli (Tucurão), o Vila Chaib duela com o Santa Cruz. Como no domingo (7), haverá eleição em todo o país, a volta será no dia 14. Tucurense e Europa jogarão no Tucurão, às 15h00 e Santa Cruz e Vila Chaib, às 10h00, no campo do Santa Cruz.

Fundado em 1954, o Santa foi campeão em 1984, 1998 e 1999. O jejum de quase 20 anos incomoda pelos lados da zona Oeste e o investimento para a temporada foi alto. O elenco conta com um ataque formado por jogadores como Anderson Turco (15 gols), Carlos Alexandre (13 gols) e Samuel (7 gols). O trio é responsável por 35 dos 53 gols marcados pela equipe na competição. Por falar em números, nenhum time tem desempenho melhor que o Cruzmaltino. Foram 34 pontos somados em 39 possíveis, ou seja, 87,17% de aproveitamento.

Com apenas uma derrota, sofrida na primeira fase, diante da Tucurense, a equipe é, exatamente ao lado da Veterana, o time que menos perdeu. E se o ataque, com 53 gols, é disparado o melhor do torneio, a defesa, com apenas dois gols sofridos em 13 partidas, é a melhor das últimas temporadas da Série A. A definição da vaga na terceira fase veio no domingo (23), quando a equipe dirigida por Marquinhos Dias venceu a Piteiras por 5 a 0 e ficou com a liderança do Grupo C, com 7 pontos.

Já o Vila Chaib tenta o feito de vencer a Série A um ano após ser campeão da Série B. No ano passado, o time alvirrubro bateu o Planalto na decisão. Com a base mantida, e reforços pontuais, a equipe chega à semifinal logo em seu primeiro ano na elite. O Vila somou 28 pontos no geral, vencendo nove partidas, empatando uma e perdendo três. Na segunda fase, somou seis pontos e ficou com o segundo lugar no Grupo D. A equipe marcou 35 gols, sendo que 14 foram marcados por Vida Loka, terceiro principal goleador do torneio. O artilheiro é Bruno Pelé, da Tucurense, com 18 gols. A Veterana marcou 42 vezes e foi derrotada apenas uma vez em 13 partidas. Na segunda fase, caiu por 2 a 1 diante do Fúria, em pleno Tucurão. Recém-chegado à elite, o Fúria terminou com os mesmos 6 pontos de Tucura e Vila Chaib, mas, por ter sofrido mais gols, ficou fora da semifinal.

A Veterana vem de três títulos (2015, 2016 e 2017), chegando a 15 taças na Série A. O tricampeonato repetiu os feitos da própria Tucurense, entre 1964 e 1966 e a Piteiras, entre 2000 e 2002. Porém, quatro títulos consecutivos, será um feito inédito na história da competição. E apesar de ser a maior vencedora do torneio, a Veterana nunca disputou quatro finais seguidas. Caso passe pelo Europa, repetirá a marca registrada pela Vila Dias, entre 1991 e 1994 (sendo campeã em 1991, 1992 e 1994). A recordista de finais seguidas é a Piteiras, vice-campeã em 1998 e 1999, diante do Santa Cruz, e campeã em 2000 (contra a Tucurense), 2001 (contra o Sant’Ana) e 2002 (contra a Vila Dias).

Já o Jardim Europa, que no ano passado disputou a primeira final de sua história, tenta repetir o feito. Em 2017, a derrota na decisão foi exatamente contra a Tucurense. Com 22 pontos no geral, o time da zona Leste somou menos pontos que os eliminados Piteiras (24) e Fúria (23). Porém, na segunda fase, a equipe comandada por Thiago, ficou invicta, empatando com Piteiras e Santa Cruz e vencendo o Vila Maria, por 5 a 2, na rodada final. Com 30 gols em 13 partidas, o time aposta no atacante Khlesley, autor de oito gols e artilheiro do time na competição. As finais da competição devem ser agendadas para os dias 4 e 11 de novembro. Isso porque, no dia 21 de outubro, há o risco de desfalques nas equipes devido ao feriado de 22 de Outubro, aniversário de Mogi Mirim e, no dia 28, está agendado o segundo turno das eleições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *