Vila Chaib na final: “Sempre confiei demais no meu time”

Bruno Augusto e Anderson Turco começaram o domingo (14) com a chance de se enfrentarem na final. O Santa Cruz de Turco, porém, caiu pela manhã. Dono de uma das melhores campanhas na soma das duas fases classificatórias, o Cruzmaltino sofreu mais gols em um jogo do que havia levado nos outros 15. A derrota por 4 a 1 não apenas acabou com o sonho de acabar com uma seca que vem desde 1999, o último ano em que a taça da Série A foi para a zona Oeste, mas também mostrou a força do Vila Chaib.

O clube da zona Leste foi campeão da Série B em 2017 e logo em seu primeiro ano na elite, chegou à final, desbancando um dos favoritos em um jogaço. “Foram dois jogos muito difíceis, complicadíssimos, estudados. Tive que ver alguns jogos do Santa Cruz, estudar o time deles e nunca será fácil duelar com o Santa Cruz”, afirmou o técnico Ivan Kotsura, que também levou o Vila à final em 2017.

Na partida de ida, dia 28 de setembro, o Santa Cruz abriu 1 a 0 e ampliou a vantagem, já que jogava pela igualdade no placar agregado. Por volta de 20 do primeiro tempo, Anderson Turco marcou para o Santa Cruz e deixou o cruzmaltino mais perto da vaga. “Vi muita gente da torcida ir embora e entendo. Mas, sempre confiei demais no meu time e eles abraçaram a causa”, comentou o treinador. Nós só estamos na final por conta deles e da família que formamos.

O empate saiu ao fim do primeiro tempo e, com a sobrevida, o intervalo teve como discurso principal a virada. “Atacamos, deixamos o time em um 4-3-3 e o nosso gol após um escanteio (do atacante Vida Loka), mexeu com o Santa. “O nervosismo mudou de lado e conseguimos fazer o terceiro e depois ampliar, com o quarto. Esse jogo foi de empenho, superação. Em nenhum momento nenhum jogador desacreditou na vaga e a entrega proporcionou a vaga na final”, analisou Ivan.

Agora, a missão será duelar com uma das grandes camisas do Amador regional. A Tucurense será a rival do Vila Chaib na decisão, agendada para os dias 21 de outubro e 4 de novembro. A ida, acontece às 10h00, no estádio Ismael Poletini (Santa Cruz) e a volta, às 15h00, no estádio Distrital Angelo Rottoli (Tucurão). Por ter melhor campanha, a Veterana joga pelo empate no agregado. Campeã em 2015, 2016 e 2017, a Tucurense busca um inédito tetracampeonato consecutivo, feito que clube algum conseguiu na história da Série  A. Com 15 taças, contra a empolgação do novato Vila Chaib, a Veterana terá mais um desafio e tanto. Superar os leões da zona Leste, que não desistem em momento algum de superar o que parece impossível.

SÉRIE B

Na Série B, Flamboyant e Família Villa Real garantiram a classificação para a final e a vaga na Série A de 2018. No domingo (14), o Flamboyant fez 4 a 0 sobre o Juventude no Tucurão e sacramentou a passagem. Já no campo do Santa Cruz, Villa Real e Cruz Azul empataram em 2 a 2 e, como na ida, o Villa venceu por 3 a 1, ficou com a vaga. A decisão será disputada em dois jogos. O primeiro será no dia 4 de novembro, às 10h00, no Tucura e o segundo, no dia 11, às 15h00, no campo do Santa Cruz. Na Série C e na Copa Sub23, as equipes ainda estão na disputa pelas vagas na segunda fase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *