Tucurense x Vila Chaib: domingo de decisão na Série A

Neste domingo, dia 4 de novembro, Mogi Mirim conhecerá o campeão da edição 2018 da Série A da Copa de Futebol Amador. De um lado, a tradição quase centenária da Associação Atlética Tucurense. Do outro, a vitalidade e embalo do novato Vila Chaib Futebol Clube. A partida terá início às 16h00 e acontecerá no estádio Distrital Angelo Rottoli (Tucurão). Na partida de ida, realizada no domingo, 21 de outubro, as equipes empataram em 0 a 0. Para ser campeão, o Vila precisa vencer por qualquer placar. Já a Veterana joga por um novo empate, já que possui o direito de igualdade no placar agregado devido à melhor campanha.

HISTÓRICO

A Tucurense é um dos clubes mais vitoriosos do futebol amador regional. Fundada em 17 de março de 1919, a equipe da zona Norte conta com 15 títulos da Série A em seu currículo. A primeira conquista foi em 1964, emendando um tri com 1965 e 1966. O clube voltou a ser campeão em 1971, 1975, 1976, 1989, 1993, 1997, 2003, 2010, 2011, 2015, 2016 e 2017. Ou seja, com dois tricampeonatos na história, a Tucurense busca neste domingo um inédito tetracampeonato e o 16º título em sua trajetória.

E pela quarta vez consecutiva, o adversário da decisão é um novato. Em 2015, a Veterana bateu o Kokobongo/Elite na decisão. No ano seguinte, foi a vez de bater o Millenium na final e, no ano passado, o título foi conquistado após triunfar sobre o Jardim Europa, que chegava à primeira final na elite após ser semifinalista em 2016. Agora, o rival é o Vila Chaib, que estreou em 2018 na Série A. O Alvirrubro da Zona Leste chegou credenciado ao torneio, com o título da Série B de 2017. O clube manteve a base e trouxe reforços, brigando o campeonato todo na parte de cima. Na semifinal, em uma virada histórica, eliminou o favorito Santa Cruz e carimbou a vaga para a sua primeira decisão na elite mogimiriana.


CONFRONTOS

Tucurense e Vila Chaib se enfrentaram três vezes na Série A de 2018. Na primeira fase, em jogo válido pela oitava rodada, os clubes se encontraram no estádio José Geraldo Solidário (Mirante). O duelo realizado no dia 29 de julho terminou com o triunfo da Tucurense, que venceu por 1 a 0. Na segunda fase, as equipes voltaram a se cruzar. No dia 23 de setembro, a Veterana precisava vencer para avançar às semifinais. O duelo no Tucurão terminou com nova vitória alvinegra, que fez 2 a 0 e passou de fase.

O Vila Chaib também se classificou e o destino colocou as agremiações frente à frente em mais um duelo decisivo. Na primeira partida da final, disputada no estádio Ismael Poletini (Santa Cruz) no domingo, 21 de outubro, empate sem gols. Ou seja, em três confrontos, o Vila Chaib ainda não conseguiu o que precisa para este domingo. Uma vitória diante da Veterana, que soma dois triunfos e um empate diante do adversário. São três gols da Tucurense e nenhum do Vila Chaib.

NÚMEROS

Tucurense e Vila Chaib estão entre os três times que mais pontuaram na competição em 2018. Em números gerais, o Santa Cruz, com 40 pontos em 16 partidas, é ainda o time que mais pontuou na temporada. O Cruzmaltino, porém, foi eliminado na semifinal pelo Vila Chaib. Entre os finalistas, a Tucurense tem a melhor campanha, com 39 pontos totais em 17 partidas. Já o Vila Chaib soma 35 na mesma quantidade de jogos. O aproveitamento da Veterana é de 76,47% e do Vila de 68,62%.

Na soma das quatro fases do campeonato, a Tucurense tem 12 vitórias, três empates e duas derrotas. O ataque somou 50 gols e a defesa sofreu apenas 10, gerando um saldo de 40 gols. O Vila tem 11 vitórias, dois empates e quatro derrotas no período, com 39 gols marcados e 12 sofridos. O artilheiro da Tucurense e do campeonato é Bruno Pelé, com 19 gols. Vida Loka, com 15 gols, é o goleador máximo do Vila Chaib.

Na contagem histórica desde 2015, ano do primeiro dos últimos três títulos da Tucurense, a Veterana soma 145 pontos em 66 partidas, um aproveitamento de 73,23% dos pontos disputados. O clube conquistou 42 vitórias, 19 empates e perdeu apenas 5 das 66 partidas. O ataque marcou 168 vezes, uma média de 2,5 gols por jogo, enquanto a defesa foi vazada apenas 54 vezes (média de 0,81 por jogo). O saldo é de 114 gols na soma das quatro temporadas.

Já o Vila Chaib disputa a Série A pela primeira vez. Em 2016, o clube estreou nas competições, chegando à semifinal da Série C. No ano seguinte, faturou o título da Série B. Na soma geral das três participações, possui 88 pontos conquistados em 40 partidas. São 28 vitórias, quatro empates e oito derrotas, com 94 gols marcados e 24 sofridos, um saldo de 70. O ataque tem média de 2,35 gols marcados e a defesa de 0,6 sofridos por jogo. Para ficar com a taça, precisará chegar à 29ª vitória no período e causar à Tucurense apenas a sexta derrota em quatro anos. Números à parte, muita bola em jogo. Que seja uma grande final no Tucurão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *