Segundona: camisas tradicionais e duas vagas na elite

A Segunda Divisão da Copa Itapira de Futebol Amador começa neste domingo, dia 14 de abril. A primeira rodada da competição será a grande protagonista do final de semana esportivo na cidade. No total, três campos receberão partidas do torneio, que reúne camisas tradicionais e oferece apenas duas vagas para a Primeirona de 2020.

As partidas do Grupo 1 serão as preliminares nos três campos e estão todas agendadas para as 8h30. Campeão da elite em 2013 e em 2016, o BFC União (Barão) é uma das principais forças da atual edição. O clube foi um dos quatro rebaixados em 2018 e terá que brigar para retomar seu espaço na elite municipal. O BFC União terá pela frente o RL, vice-campeão da Terceirinha no ano passado. O duelo será no campo Pedro Bagini (Lazer). No jogo que abre a rodada dupla no campo Victório Sartorelli Filho (Prados), o Estrela do Norte, campeão da Copa Integração de 2016 e rebaixado da elite em 2018, terá pela frente o Casa Amarela. Já no campo Alcides Lauri (Boa Esperança), a Veimaqsom, que por anos figurou na elite e foi campeã da Terceirinha em 2009, terá pela frente um dos escudos mais importantes da cidade: o Paulistano. Campeão da Terceira Divisão, em 2017 e da Primeirona, em 2011, o time é o único entre os 12 participantes da atual edição que já venceu a Segundona, feito registrado em 2009.

No Grupo 2, Cubatão e Liverpool se enfrentam às 9h45, no Lazer. Herdeiro de uma das agremiações mais fortes da história da cidade e campeã municipal, por exemplo, em 1978, antes mesmo da criação do atual formato da Copa Itapira, o Cubatão foi vice da Terceirinha em 2016, chegou à elite e voltou, sonhando, mais uma vez, com o acesso. Já o Liverpool, que faturou a Terceira Divisão no ano passado, tenta repetir o feito recente de outros clubes e, no embalo, chegar ao segundo acesso seguido dentro da Copa Itapira. Nos Prados, às 9h45, o Águas Claras, dono de vários títulos regionais e campeão da Terceirinha em 2008, encara, o Expresso do BFC União, uma das recentes forças das divisões de acesso e sempre colocada como uma das favoritas às vagas. Para fechar, às 9h45, na Boa Esperança, o Atleticano encara a Vila Ilze, campeã da Terceirinha de 2016 e herdeira da tradição do xará do bairro, campeão do Amador em 1983 e 1984.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *