Um jogo de reencontros no estádio Chico Vieira

O sábado, 27 de abril, será diferente para muita gente, em Itapira. A partir das 15h00, a Sociedade Esporte Itapirense recebe o XV de Jaú, pela quarta rodada da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Uma partida marcada por reencontros. O Galo da Comarca conta hoje com a gestão de seu departamento de futebol executado pela Head Soccer, empresa que, até janeiro, foi parceira da AIRC Sports na gestão da Esportiva.

O colombiano Juan Isaza e Rodrigo Giardini, responsáveis pela empresa com sede em Valinhos, devem estar em Itapira para acompanhar o duelo. O mesmo vale para Careca Paiva, responsável pelo futebol da Esportiva em 2018, hoje ele é o gerente de futebol do tradicional time de Jaú. Ao GRANDE JOGADA, ele enfatizou ter deixado muitos amigos na cidade e comentou a situação de duelar contra o time itapirense.

“Gostaria de não enfrentar, até porque tenho carinho muito grande pelo clube, pelo torcedor e pela cidade de Itapira. Mas, a tabela nos colocou nesta situação. Não sei qual vai ser minha reação. Hoje defendo a equipe do XV Jaú, então, tenho que estar preparado para tudo. Mas, sempre respeitarei a Esportiva”, destacou Careca. Quem também reencontrará a Vermelhinha é o técnico China. Ele foi o comandante da Esportiva na fase inicial da Bezinha de 2018 e está desde o começo da temporada no XV de Jaú.

“Acho normal (reencontrar a Esportiva). É um adversário como qualquer um. Dentro do grupo temos seus adversários e precisamos, nesta primeira fase, passar entre os quatro primeiros e a itapirense é um dos adversários. Eu já coloquei para os jogadores que é um jogo como qualquer um. Não há uma rivalidade entre as empresas e não tem nada de eu estar ou não aí, até porque, já superamos. Isto aí dentro do futebol, sabemos como é. Um dia com um camisa e outro dia com outra”.

O treinador ressaltou o trabalho forte desenvolvido durante a semana e que virá a Itapira para vencer. “Respeitamos todas as equipes, mas, sabemos que é um campeonato de soma de pontos e não tem como não ir atrás dos três pontos. O time se preparou bem, vai se concentrar antes, na cidade de Mogi Mirim e vamos para tentar ganhar o jogo aí dentro”, exclamou.  Mais comedido, Careca Paiva enalteceu o Coelho. “Claro que espero fazermos um grande jogo. Mas, jogar aí em Itapira, não é fácil. Além de ter uma forte equipe, está na briga pelo G4. Vamos buscar a vitória, mas, se conseguirmos o empate aí, estará de bom tamanho”, frisou.

O gerente de futebol destacou a evolução do trabalho dentro do time de Jaú, elogiando a estrutura e as condições de trabalho no clube. “Temos liberdade de montar a equipe junto com a comissão. Estamos no caminho certo e esperamos fazer uma boa competição. Espero também aproveitar esta oportunidade que estamos tendo aqui, com este grande clube”. Para China, o planejamento está correto, apesar da dificuldade pelo XV não contar com uma lista B (jogadores provenientes das categorias de base, que tenham atuado no clube em 2018 ou antes). “Tem que ter uma calma maior para contratar esses jogadores. Não queremos jogador que não queira nada com nada, amador. Essas coisas aqui não têm. Estamos vendo os jogadores atuando os torneios regionais ou A2 e A3 e tentando traze-los pra cá. Estamos em trabalho de busca destes jogadores, para conseguir que, destes 17 atuais, chegar a 23. Mas, que sejam seis reforços de alto nível.

Careca Paiva é o gerente de futebol do XV de Jaú e era um dos responsáveis pelo futebol da Esportiva na Segunda Divisão do Paulista em 2018 | Foto: Lucas Valério/Grande Jogada
China comandou a Esportiva Itapirense nas primeiras rodadas da Bezinha de 2018 e hoje tenta levar o XV de Jaú ao acesso | Foto: Lucas Valério/Grande Jogada

OS TIMES

Além de dirigentes e treinador, o XV de Jaú conta com ex-jogadores da Esportiva. Dos relacionados para a partida contra o Independente, no domingo, dia 21 de abril, três atletas estavam no elenco de 2018. O atacante Neider Batalla é o principal destaque. O colombiano foi o artilheiro do Coelho no ano passado, com cinco gols, número que o coloca entre os 15 maiores artilheiros da história da Esportiva em competições profissionais. O lateral/meia Cafu e o atacante Luizinho Guedes também estão no Galo.

Assim como a Esportiva em 2018, o XV conta com vários colombianos, fruto da parceria com a Head Soccer. Entre eles estão o zagueiro Juan Caicedo (ex-Santo Laguna-MEX), os meias Daniel Diaz (ex-Santa Fé) e Danilo Morales (ex-Penapolense) e o atacante Anyelo Mora (ex-América de Cali). O destaque da equipe, porém, é brasileiro.

O meia Matheus China veste a 10. Rápido e habilidoso, ele foi uma das estrelas do Comercial de Ribeirão Preto no acesso do ano passado e causou estragos na defesa Itapirense em duas partidas realizadas no Palma Travassos. O técnico China deve repetir a formação que bateu o Independente por 2 a 0, em Limeira e escalar o XV com Rodrigo Antunes; Gabriel, Michael Douglas, Juan Caicedo e Mateus; Victor Lopes, Daniel Diaz, Carlos Magno e Matheus China; Rodolfo e Batalla.

Na Esportiva, o técnico Luiz Müller não contará, mais uma vez, com o volante Gabriel, o lateral PH e o meia Rochinha. Os três sofrem com dores musculares. A tendência é de que o treinador repita a formação que perdeu para o Brasilis, por 2 a 1, em Águas de Lindóia, com Hugo; Alexsandro, Zé Júnior, Xavier e Du; Lucas Mineiro, Bruno Campos e Danilinho; Alisson Mosquito, Robinho e Danilo Lima. Os ingressos para o duelo estarão à venda na hora, ao preço de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Os valores são os mesmos para a torcida mandante e visitante.

Next Post

Novatos abrem a Série A de Mogi Mirim

sex abr 26 , 2019
A Copa Mogi Mirim de Futebol Amador vai começar. Neste domingo, dia 28 de abril, a bola vai rolar pela Série A. Serão duas partidas, todas envolvendo equipes novatas na elite mogimiriana. A partir das 15h30, Família Villa Real e Star se enfrentar no estádio Ismael Polettini (Santa Cruz). No […]