A 7ª conquista do Cristália nos Jogos dos Trabalhadores

Pela sétima vez na história o título dos Jogos dos Trabalhadores ficou com o Laboratório Cristália. A empresa de produtos químicos e farmacêuticos foi tricampeã entre 2010 e 2012, bicampeã em 2014 e 2015 e agora repetiu o feito do ano passado, chegando à sétima conquista. A taça foi confirmada no sábado, dia 4 de maio, último dia da 42ª edição do torneio. As atividades que encerraram os Jogos aconteceram no Centro Esportivo e de Lazer Hideraldo Luiz Bellini.

Ao final, o Cristália chegou a 139 pontos. O vice-campeonato ficou com a Penha, que atingiu 123 pontos. A Prefeitura/SAAE/Câmara foi a terceira, com 122,5 pontos e a Cargill a quarta, com 105,5 pontos. Na reta final dos Jogos dos Trabalhadores, a bicampeã Cristália faturou a medalha de ouro no concurso de cartazes, no torneio de vôlei de praia masculino e na gincana, modalidade que fechou os Jogos 2019. A Penha ficou com o primeiro lugar no bilhar e dividiu o título com a Cargil na modalidade de pebolim.

Em 40 edições, a Penha é a maior campeã, com 11 conquistas. A primeira vez que a taça ficou com a fábrica de papel e papelão foi em 1984. Depois, foi campeã também em 1986, 1990, 1991, 1994, 1997, 2002, 2008, 2013, 2016 e 2017. A última empresa campeã antes do revezamento entre Penha e Cristália no topo foi a Imbil, em 2009. A empresa de soluções em bombeamento também foi a vencedora em 2007. Já o primeiro título foi conquistado em 1978 pelo Frigorífico Bruzasco. No ano seguinte, foi a vez da Irmãos Nogueira, que também faturou o título em 1985 (em parceria com a Incomagri) e em 1995. Segunda maior campeã da história dos Jogos, a Minasa foi a vencedora em 1993 (ainda como Sinatex), em 1998, 1999, 2000, 2003, 2004, 2005 e 2006.

A Minasa não é a única a deter a condição de tetracampeã legítima. Entre 1980 e 1983, a Funda Espírita Américo Bairral foi a grande vencedora dos Jogos dos Trabalhadores. A competição ainda tem em sua galeria de campeões a JF Máquinas Agrícolas, campeã em 1992, 1996 e 2001) e a Cimag, campeã em 1987.

Fotos: Tiago Pompeu/Prefeitura de Itapira

Next Post

Finalistas de 2018 vencem na estreia da Série A

ter maio 7 , 2019
Tucurense e Vila Chaib foram os finalistas da edição passada da Série A da Copa Mogi Mirim de Futebol Amador. Neste ano, a dupla iniciou as respectivas trajetórias no domingo, dia 5 de maio. No estádio Distrital Angelo Rottoli (Tucurão), a Tucurense venceu o Fúria por 3 a 1. Comandada […]