Reedição da final de 2018 na Copa Rural de Mogi

Aparecidinha e Jardim Soares irão se encontrar mais uma vez. Finalistas em 2018, os times estão mais uma vez na decisão pela taça da Copa de Futebol Rural de Mogi Mirim. No domingo, dia 5 de maio, a Aparecidinha confirmou a vaga em sua terceira decisão consecutiva ao vencer o Martim Francisco por 4 a 0. Na ida, havia vencido por 2 a 0, como visitante.

A Aparecidinha jogará por um tricampeonato que não é registrado na Copa Rural desde o feito do Pombal, entre 2009 e 2011. Já o Jardim Soares foi até a Usina Esmeralda e arrancou um empate em 2 a 2 com os mandantes. Como havia vencido a ida por 4 a 3, ficou com a outra vaga na decisão.

NO ANO PASSADO

No jogo de ida, realizado na Aparecidinha, o time da casa venceu por 3 a 1, trazendo para si a vantagem que pertencia ao time Alvinegro. O duelo aconteceu na Fazenda Aparecidinha e começou com o Jardim em vantagem, após o gol contra de Patrick. O mesmo Patrick empatou o jogo e, ainda na etapa inicial, Digo e Caio viraram o jogo para os atuais campeões.

Na volta, no campo Piteira 1, o técnico da Aparecidinha, Arlei Diogo, armou a equipe para ganhar o meio-campo. Aos 6 minutos, Gal chutou forte e Mateus salvou o Aparecidinha. A resposta veio aos 14 minutos, quando Breno recebeu boa bola de Caio, mas chutou para fora. O jogo ficou truncado, amarrado no meio, do jeito que Arlei queria. Aos 36, o Aparecidinha voltou a levar perigo com um chute de longe de Caio. Jaílson tentou o mesmo pelo Soares, mas não conseguiu evitar que o jogo fosse zerado para o intervalo.

Na etapa final, aos 14 minutos, Juninho chutou mascado, a bola passou por Mateus e Dill salvou na linha. O Soares aumentava a pressão na busca pelo primeiro gol e aos 25, após cruzamento da direita, Jaílson cabeceou no canto e Mateus fez uma grande defesa. No lance seguinte, foi a vez de Tiano bater forte e parar no goleiro do Aparecidinha.

O time laranja passou a aproveitar melhor os espaços cedidos pelo Soares no último quarto do jogo. Aos 31, Rafinha arrematou de longe e Alex fez uma bela defesa. O goleiro do Soares também apareceu bem aos 34, quando Bruninho tocou para Marinho, que chutou no canto e exigiu uma bela intervenção de Alex. Sem gols, a partida terminou de forma suficiente para a Aparecidinha celebrar mais um título.

PROGRAMAÇÃO

A agenda das finais ainda não foi definida. Nesta terça-feira, dia 7 de maio, a partir das 18h00, representantes dos finalistas das categorias titular e aspirante se reunirão na sede da Sejel (Secretaria de Esporte Juventude e Lazer). Algumas formatações serão colocadas na mesa. Apesar das chances pequenas, as partidas de ida podem ocorrer já neste domingo, dia 12 de maio. Porém, como é Dia das Mães, manda a tradição que não haja rodada da competição. Como Soares e Piteiras mandam seus jogos no campo Piteira 1 e farão o jogo de ida como mandantes, há uma possibilidade de pelo menos a ida ser realizada com uma preliminar e um jogo de fundo. Já a volta, poderá ocorrer em dois horários (manhã e tarde), com Martim e Aparecidinha como mandantes ou até mesmo em datas diferentes.

Vale destacar que Martim Francisco e Piteiras estão classificados para a final da categoria aspirante da Copa Gui Dovigo de Futebol Rural. A definição ocorreu no domingo, dia 28 de abril, quando aconteceram os jogos de volta das semifinais. No campo do Distrito, o Martim Francisco fez 2 a 0 sobre o Usina Esmeralda. No jogo de ida, na Usina, os times haviam empatado em 1 a 1. No outro lado do chaveamento, a Piteiras venceu a Aparecidinha por 2 a 1 e ficou com a vaga na decisão. No jogo de ida, a Aparecidinha havia vencido por 2 a 1 e a Piteiras avançou, mesmo com o empate no placar agregado, devido à melhor campanha na fase inicial.