Esportiva põe fim a jejum e fecha turno no G4

A seca acabou! No domingo, dia 12 de maio, a Esportiva Itapirense venceu o Independente por 1 a 0 e encerrou uma série de quatro partidas sem vitória. O triunfo foi registrado no estádio Comendador Agostinho Prada (Pradão), em Limeira, em jogo válido pela sétima rodada do Grupo 3 da Segunda Divisão do Campeonato Paulista.

O jogo marcou a reestreia de Luís dos Reis no comando técnico da Vermelhinha. O treinador estreou promovendo mudanças na equipe titular. Gabriel Kinzel ganhou a vaga de Hugo no gol. Na zaga, Luan assumiu o lugar de Xavier. Léo Braz, de volta ao clube, entrou no time titular, assim como o recém-contratado Hadrian, que vestiu a 10. O lateral-direito Charles, o lateral-esquerdo Lucas Moraes e o volante Rapchan ainda não estavam aptos a atuar pelo clube e ficaram fora.

Entre as ausências certas, o atacante Robinho, que cumpriu suspensão após a expulsão diante do Rio Branco, viu o Matheus Bueno assumir um lugar no banco de reservas. O time foi a campo com Gabriel Kinzel; Nathan, Luan, Zé Júnior e Léo Braz; Lucas Souza, Alan Oliveira, Danilinho e Hadrian; Alisson Mosquito e Danilo Lima. A Esportiva abriu o placar logo no primeiro minuto do jogo, com Zé Júnior, após jogada de bola parada. O Galo pressionou durante todo o jogo e a Esportiva levou perigo em jogadas de contra-ataque. Ao final, o sistema defensivo da Vermelhinha suportou os ataques do Independente e o Coelho saiu de Limeira com três pontos importantes.

Também no domingo, dia 12, mais duas vitórias de visitantes no Grupo 3. O Rio Branco venceu o ‘Jogo de Seis Pontos’ na parte alta da tabela ao fazer 1 a 0 sobre o XV de Jaú, no estádio Zezinho Magalhães. Já o União Barbarense, que não havia vencido nenhum jogo, bateu o Brasilis por 4 a 0, no Leonardo Barbieri, em Águas de Lindóia. Os resultados embolaram a briga pelas três últimas vagas. Na liderança, o Rio Branco aparece folgado, com 16 pontos, cinco a mais que o XV de Jaú, vice-líder, com 11. A Esportiva voltou ao G4 e, com oito pontos, aparece na terceira posição. A zona de classificação é fechada pelo Independente, que tem sete pontos. Na sequência aparecem Brasilis (6 pontos), Jaguariúna (5) e União Barbarense (4).

Com a finalização do primeiro turno, é possível iniciar as estimativas para a formação dos grupos da segunda fase. Os quatro melhores de cada uma das seis chaves avançam para a próxima etapa da competição. Serão formados mais seis grupos, desta vez com quatro clubes em cada. As chaves terão um padrão, com a presença de líderes, vice-líderes, terceiros e quartos colocados de grupos diferentes da primeira fase.

Após o fim do primeiro turno, a Esportiva estaria no Grupo 7, ao lado de Fernandópolis, Matonense e Vocem. O Fefecê lidera o Grupo 1, com 13 pontos, campanha idêntica a Tupã e Andradina, mas, com vantagem pelo saldo de gols. A Matonense é a segunda no Grupo 2, com 10 pontos, atrás apenas da Francana. Já o Vocem é o único com pontuação inferior à da Esportiva. O time de Assis é o quarto colocado do Grupo 4, com cinco pontos conquistados, aparecendo atrás de Marília, Assisense e Itararé. A chave, porém, tem um time a menos e o Vocem, consequentemente, uma partida a menos em relação à Esportiva.

BASE

Pelo Campeonato Paulista sub15, a Esportiva Itapirense perdeu por 3 a 1, no sábado, dia 11 de maio, para a Ponte Preta. O duelo ocorreu no estádio Leonardo Barbieri, em Águas de Lindóia. O sub15 é o lanterna do Grupo 5, ainda sem pontos. A Ponte é a vice-líder, com 12. No sub17, derrota itapirense por 6 a 1 diante da Macaca. Enquanto a Vermelhinha caiu para a lanterna, com três pontos, a Ponte assumiu a liderança, com 13. Os próximos jogos da base do Coelho serão neste sábado, dia 18 de maio, quando o estádio Chico Vieira receberá os duelos entre Esportiva e Red Bull.

Foto: Geraldo Gaspere/Esportiva Itapirense