Muito além da história de ‘Itapirense x Barbarense’

Fazer levantamentos retrospectivos de duelos de futebol é uma viagem no tempo. Dá trabalho, mas é de uma satisfação incomum na produção de conteúdo jornalístico. Aqui nesta matéria, falamos dos encontros entre os clubes que se enfrentam neste final de semana. Mas, fomos além e buscamos algumas histórias por trás de outros confrontos envolvendo clubes de futebol de Itapira e Santa Bárbara d’Oeste.

Esportiva Itapirense e União Barbarense farão o sexto duelo entre os clubes na história do profissionalismo. O União venceu duas vezes, a Vermelhinha uma e aconteceram ainda dois empates. O primeiro confronto ocorreu em 9 de abril de 2008, pela Série A3. No estádio Chico Vieira, em Itapira, os times empataram em 1 a 1. Alexandre Bortolato marcou para o time barbarense e Ricardinho anotou para o Coelho.

Pela Copa Paulista, em 2011, o União venceu a Esportiva atuando em Itapira | Foto: Lucas Furlan Ribeiro

Em 2011, os times se encontraram duas vezes pela primeira fase da Copa Paulista. No dia 27 de julho, em Santa Bárbara, empate em 1 a 1. A Vermelhinha, treinada à época pelo ex-goleiro Veloso, abriu o placar com Reinaldo, mas, lateral-direito Veloso, contra, deixou tudo igual. O Leão da 13 era treinada por Claudemir Peixoto, que posteriormente comandaria a Vermelhinha. Já no returno, no dia 7 de setembro, no Chico Vieira, o União venceu por 2 a 1. A Esportiva, já com Paulinho Maclaren no comando técnico, marcou com Gabriel Barcos, mas Erivelto e Alex Reinaldo garantiram a vitória dos visitantes.

No dia 15 de fevereiro de 2014, foi a vez dos times se enfrentarem pela Série A2 do Paulista. A Esportiva, com Paulinho Ceará como técnico, perdeu por 3 a 1. Hércules, Conrado e Paulinho Santos anotaram para o União e Rodrigo Pardal fez o gol da Vermelhinha. Neste ano, pela primeira vez, os times se encontraram na Bezinha. No quarto dos cinco jogos em Itapira, a Esportiva finalmente venceu seu primeiro duelo com o União. Danilo Lima, no último minuto do jogo, garantiu o triunfo da Esportiva.

MAIS DUELOS

Quem pensa que os confrontos do União Barbarense contra times de Itapira acabam por aí estão enganados. Em 1965, o Leão da 13 enfrentou a Sociedade Esportiva Irmãos Nogueira, pela Terceira Divisão do Campeonato Paulista (equivalente à atual Bezinha). No primeiro turno, no dia 11 de julho, o União venceu por 2 a 0, em Santa Bárbara. Zé Vinte e Um e Mané marcaram para o União. O time da casa foi a campo com Wilson; Beto, Pelau e Guidão; Dermival, Nivaldo e Carlinhos; Costinha, Zé Vinte e Um, Mané e Enéas. Na Esportiva, o técnico Ná escalou o time com Sabadini; Frangueiro, Arcangelo e Tu; Zé Armando e Fiau; Italiano, Oscarlina, Vagner, Odair e Valdemir. José Goes de Lima foi o árbitro do duelo.

No returno, o duelo foi um dos primeiros do atual estádio Chico Vieira, que acabara de deixar o Parque Juca Mulato, no Centro, rumo ao atual local, na avenida Castro Alves, na Santa Cruz. Os times empataram em 0 a 0, em partida em que o Irmãos Nogueira foi a campo com Sabadini; Frangueiro, Arcangelo e Tu; Odair e Espiga; Italiano, Valdemir, Márcio, Zé Roberto e Gilberto. O União Agrícola jogou com Wilson; Guaci, Pelau e Guidão; Amauri e Dermeval; Guararapes, Rodolfo, Mané, Enéias e Ademir. Moacyr Tomás foi árbitro do jogo.

Esportiva visita o Barbarense na abertura do returno

No dia 18 de julho, o Irmãos Nogueira venceu a Internacional por 2 a 1. Odair, de pênalti e Wagner, marcaram os gols da Esportiva. Abel, aos seis da etapa final, marcou o gol da Internacional e o último do antigo estádio Chico Vieira. Se foi um time barbarense o último a atuar oficialmente na primeira grande praça esportiva da cidade, também foi o clube da cidade o primeiro rival de um jogo profissional no novo estádio.

Imagem histórica do último jogo no antigo estádio Chico Vieira, localizado ainda no Parque Juca Mulato, entre Irmãos Nogueira e Internacional | Foto: Acervo de Folha de Itapira

No dia 8 de agosto, o Irmãos Nogueira recebeu o Verdão Usineiro. O encontro mostrava a força de duas grandes empresas agrícolas das cidades. A Irmãos Nogueira tem história marcante na fabricação de máquinas agrícolas e a Usina Furlan foi uma das maiores produtoras de cana de açúcar do Brasil, tendo a sua atividade encerrada em 2018.

Fundado em 21 de fevereiro de 1960, o Palmeiras da Usina encarou o Alvinegro Itapirense no primeiro jogo oficial do atual estádio Chico Vieira. Após a festa de inauguração no dia 25 de julho, o Irmãos Nogueira venceu os barbarenses por 1 a 0. Laércio foi o autor do gol itapirense. Nos duelos fora de casa contra os times de Santa Bárbara, o Irmãos Nogueira perdeu por 3 a 1 para o Palmeiras e empatou em 2 a 2 com o Internacional.

ITAPIRA AC

Os confrontos entre clubes de Itapira e Santa Bárbara d’Oeste tiveram outro clube envolvido. Em 1988, O Itapira Atlético Clube, fundado em 1971, foi um dos rivais do União Barbarense na Segunda Divisão (equivalente à Série A3). No primeiro jogo entre os times, no dia 20 de março, vitória do União, por 2 a 0, em Santa Bárbara. Já em 8 de maio, o IAC venceu o Leão da 13 por 1 a 0, em jogo realizado no estádio Chico Vieira, em Itapira.

CLUBE DOS CLUBES

Itapira e Santa Bárbara d’Oeste são duas cidades ricas quando o assunto é história esportiva. Itapira é a terra em que nasceu Bellini, capitão do Brasil no primeiro título de uma Copa do Mundo. Em Santa Bárbara nasceu César Cielo, único nadador brasileiro campeão olímpico.

No futebol, as duas cidades já contaram com nove clubes cada registrados em competições profissionais da Federação Paulista de Futebol. Esportiva Itapirense, Irmãos Nogueira, Itapira EC, Itapira AC e Fazenda Santa Bárbara são os clubes que já representaram Itapira em campeonatos estaduais. Em Santa Bárbara, União Agrícola Barbarense, CA Usina Santa Bárbara, AE Internacional e SE Palmeiras Usina Furlan.

As cidades ainda tiveram outros clubes ligados à Federação Paulista. Em Itapira, por exemplo, o Barão AC e o Rio Branco FC, atuaram no antigo Campeonato Amador do Interior, que era dividido por zonas e regiões. O Cillos FC, fundado em 1934 e registrado em 1936 e o antigo EC Paulista, que teve oito anos de atividades, também atuou em competições amadoras da FPF.

Neste ano, os clubes se enfrentaram na primeira rodada da Bezinha e a Esportiva venceu o primeiro duelo na história diante do União | Foto: Lucas Valério/Jornal Grande Jogada