Mogi vence o Sumaré em estreia na São Paulo Cup

Ainda não é aquela Série A1 do Paulista que por mais de 30 anos teve o clube como referência. Ainda não é um torneio nacional que o torcedor ficou acostumado a assistir. Mas, em meio ao caos pelo qual vive há anos, o Mogi Mirim Esporte Clube voltou e em grande estilo. Neste domingo, dia 16 de junho, o Sapão da Mogiana estreou no Grupo 2 da São Paulo Cup. A competição independente, realizada por uma empresa chamada Global Scouting Football, reúne 12 agremiações, sendo que a maioria possui uma história no futebol profissional. É o caso do Alvirrubro da Ferreira Lima.

O duelo realizado no domingo levou um considerável público ao estádio Vail Chaves. Era o reencontro do torcedor com as partidas de futebol na casa esportiva mais tradicional da cidade. O último duelo com presença de público antes do encontro deste final de semana havia ocorrido em 2 de setembro de 2017. Na ocasião, vitória mogimiriana por 3 a 0 sobre o Macaé. Depois, o local ficou interditado e a última vez que o clube entrou em campo para uma partida de futebol no estádio havia sido em 29 de abril de 2018, quando perdeu por 2 a 1 para o São José pela Série D do Brasileiro.

O jogo, porém, ocorreu com portões fechados justamente pela interdição. Entre estas duas partidas, o clube mandou duelos da Série A3 do Paulista de 2018 em Itapira, no estádio Coronel Chico Vieira. Também atuou em Águas de Lindóia e em Limeira. E, em anos anteriores, chegou a vender mandos para Cariacica-ES e a atuar em São Paulo, Itu e Osasco. Poderia até ter torcida, mas o Sapo não estava em casa. Já o último jogo oficial antes da estreia na São Paulo Cup foi disputado no dia 27 de maio de 2018, mais de um ano atrás, quando o Mogi venceu o Prudentópolis por 2 a 1 em Limeira, na última rodada da fase de classificação da Série D. Neste intervalo, muita briga política e o ápice da crise com a ausência da agremiação da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Porém, seis meses após a decepção da falta de futebol, o consolo.

O Mogi Mirim é um dos 12 clubes inscritos na São Paulo Cup. A estreia diante do Sumaré levou 477 pessoas ao estádio segundo a organização. Com os ingressos ao custo de R$ 5, a arrecadação foi de R$ 2.385,00. Além disso, foram angariados 470 quilos de alimentos não perecíveis dentro da campanha social promovida para a entrada no estádio. Os donativos serão direcionados para entidades assistenciais da cidade. O público, aliás, demonstrava ansiedade pelo retorno. Por volta de 8h00, já era possível ver a presença de torcedores nos arredores do estádio.

Marcado para as 10h00, o jogo começou com atraso de 21 minutos. O Sumaré chegou atrasado para a partida e fez o aquecimento encima da hora. Os portões foram liberados por volta de 9h30. Antes do duelo, o CTC (Centro de Treinamento de Ginástica e Cheer) de Mogi Mirim realizou uma apresentação no gramado. A presença das crianças foi simbólica também pela liberação de menores no estádio, problema com o qual o Sapão convivia desde 2016, no primeiro ano de fato da Gestão Luiz Henrique de Oliveira.

O time comandado por Maizena conquistou a primeira vitória na competição | Foto: R&K In Company

O JOGO

Depois de cerca de dois meses de preparação, chegou a hora do Mogi Mirim entrar em campo. O técnico Maisena escalou o Sapo com Júlio César; Vinicius, Felipe e Gabriel; Carlão, João, Elivelton, Luquinha e Zamai; Nicácio e Lucas. No banco de reservas, Renan, Samuel Bahia, Ícaro, Robert, Juan Pancho, Gabriel Galdolphi, Pablo Fumaça, Dudu. O Sumaré iniciou o duelo com Felipe; Alex, Jared, Kauan e Adiel; Matheuzinho, Danilo, Tchê Tchê e Paulinho; Tevez e Paulo Gideoni. O técnico do Sumaré, Carlos Roberto, contou no banco de suplentes com Guilherme, Victor Hugo, Ygor, Marcos Carneiro, Pira, Cacau, Leandro e Jean. Marcelo Verneck foi o árbitro do confronto, auxiliado por Marcelo Ferreira e Lídio Néri de Souza Júnior. O trio é vinculado à Federação Paulista de Futebol.

O duelo começou com mais posse de bola para o Mogi Mirim. Apesar das jogadas trabalhadas, o gol saiu na bola parada, um dos pontos mais trabalhados pela comissão técnica nas últimas semanas. Luquinha bateu falta pela direita e Gabriel desviou de cabeça para abrir o placar. Foi o primeiro gol do Sapão, com a presença de torcida no Vail Chaves, após quase dois anos. O Alvirrubro seguiu sem ser ameaçado na maior parte da etapa inicial. Aos 38, Carlão, um dos destaques do jogo, bateu falta de longe, o goleiro do Sumaré rebateu e João perdeu boa chance no rebote. Dois minutos depois, não teve jeito. Após lançamento da direita, Zamai ajeitou de cabeça para a área e Lucas, bem posicionado, fez 2 a 0 para o Sapão.

Na etapa final, o jogo foi mais lento. O forte sol contribuiu para a redução do ritmo das duas equipes e o técnico Maisena aproveitou para dar ritmo a algumas peças do banco de reservas. Um dos que mais chamaram a atenção foi o jovem Pablo Fumaça, que fez boas jogadas, sobretudo pela ponta direita. Também com habilidade, o lateral Carlão quase fez um golaço de longe, aos 6 minutos e, depois, levantou a torcida com uma sequência de duas canetas nos rivais. O Sumaré ameaçou uma vez com perigo, em chute torto de Tchê Tchê após bela inversão de jogo de Paulinho. Mas, era o Sapo quem dominava as ações. Aos 28, Luquinha quase fez um golaço. Era a chance do Mogi ampliar o placar, que terminou mesmo em 2 a 0 a favor dos donos da casa.

470 quilos de alimentos foram arrecadados na estreia do Mogi na São Paulo Cup | Foto: Divulgação

RODADA

A primeira rodada da São Paulo Cup foi aberta no domingo, dia 9 de junho. Em jogo válido pelo Grupo A, Grêmio Barueri e Andreense empataram 0 a 0 na cidade de Tatuí. Na sexta-feira, dia 14, a bola voltou a rolar também pelo Grupo A, com o empate em 1 a 1 entre Real Cubatense e ECUS Suzano, na Arena Boturussu, em São Paulo. No sábado, dia 15, o Grupo B, o mesmo do Sapo, teve início com a vitória do Jaboticabal por 3 a 0 sobre o Flamengo de Pirajuí. O jogo ocorreu no Estádio Municipal José Antônio Fonseca, em Jaboticabal. No domingo, além do triunfo do Sapo por 2 a 0 sobre o Sumaré, o Grupo B também teve o empate em 2 a 2 entre Lençoense e Garça, que se encontraram no estádio Farid Jorge Reseg, em Bariri. Já no Grupo A, Garça e Independente de Mogi Guaçu empataram em 2 a 2, em Natividade da Serra.

PARTIDAS AGENDADAS PARA A SEGUNDA RODADA DA SÃO PAULO CUP

Grupo A

Dia 21/06 – Sexta-feira – 14h00
Real Cubatense x Grêmio Barueri – Boturussu Arena – São Paulo
Dia 23/06 – Domingo – 10h00
Andreense x Independente Mogi – Estádio Bruno José Daniel – Santo André
ECUS x Arujaense – Estádio Municipal Francisco Marques Figueira – Suzano

Grupo B

Dia 22/06 – Sábado – 10h00
Jaboticabal x Mogi Mirim – Estádio Municipal Antonio José da Fonseca – Jaboticabal
Dia 23/06 – Domingo – 10h00
Sumaré x Garça – Estádio José Pereira – Sumaré
Flamengo de Pirajuí x Lençoense – Estádio Municipal João Xisto de Brito – Guaimbê

CRÉDITO DAS IMAGENS: R&K In Company

Next Post

Itapira: Goleadas de Barão e Paulistano na 2ª Divisão

seg jun 17 , 2019
A terceira rodada da fase de classificação da Segunda Divisão da Copa Itapira de Futebol Amador foi marcada pela boa média de gols. Foram marcados 21 gols em cinco jogos, uma média superior a quatro gols por jogo. Número impulsionado pelas goleadas registradas no Grupo 1. No campo dos Prados, […]