Mogi vence o Sumaré em estreia na São Paulo Cup

Compartilha!!!

Ainda não é aquela Série A1 do Paulista que por mais de 30 anos teve o clube como referência. Ainda não é um torneio nacional que o torcedor ficou acostumado a assistir. Mas, em meio ao caos pelo qual vive há anos, o Mogi Mirim Esporte Clube voltou e em grande estilo. Neste domingo, dia 16 de junho, o Sapão da Mogiana estreou no Grupo 2 da São Paulo Cup. A competição independente, realizada por uma empresa chamada Global Scouting Football, reúne 12 agremiações, sendo que a maioria possui uma história no futebol profissional. É o caso do Alvirrubro da Ferreira Lima.

O duelo realizado no domingo levou um considerável público ao estádio Vail Chaves. Era o reencontro do torcedor com as partidas de futebol na casa esportiva mais tradicional da cidade. O último duelo com presença de público antes do encontro deste final de semana havia ocorrido em 2 de setembro de 2017. Na ocasião, vitória mogimiriana por 3 a 0 sobre o Macaé. Depois, o local ficou interditado e a última vez que o clube entrou em campo para uma partida de futebol no estádio havia sido em 29 de abril de 2018, quando perdeu por 2 a 1 para o São José pela Série D do Brasileiro.

O jogo, porém, ocorreu com portões fechados justamente pela interdição. Entre estas duas partidas, o clube mandou duelos da Série A3 do Paulista de 2018 em Itapira, no estádio Coronel Chico Vieira. Também atuou em Águas de Lindóia e em Limeira. E, em anos anteriores, chegou a vender mandos para Cariacica-ES e a atuar em São Paulo, Itu e Osasco. Poderia até ter torcida, mas o Sapo não estava em casa. Já o último jogo oficial antes da estreia na São Paulo Cup foi disputado no dia 27 de maio de 2018, mais de um ano atrás, quando o Mogi venceu o Prudentópolis por 2 a 1 em Limeira, na última rodada da fase de classificação da Série D. Neste intervalo, muita briga política e o ápice da crise com a ausência da agremiação da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Porém, seis meses após a decepção da falta de futebol, o consolo.

O Mogi Mirim é um dos 12 clubes inscritos na São Paulo Cup. A estreia diante do Sumaré levou 477 pessoas ao estádio segundo a organização. Com os ingressos ao custo de R$ 5, a arrecadação foi de R$ 2.385,00. Além disso, foram angariados 470 quilos de alimentos não perecíveis dentro da campanha social promovida para a entrada no estádio. Os donativos serão direcionados para entidades assistenciais da cidade. O público, aliás, demonstrava ansiedade pelo retorno. Por volta de 8h00, já era possível ver a presença de torcedores nos arredores do estádio.

Marcado para as 10h00, o jogo começou com atraso de 21 minutos. O Sumaré chegou atrasado para a partida e fez o aquecimento encima da hora. Os portões foram liberados por volta de 9h30. Antes do duelo, o CTC (Centro de Treinamento de Ginástica e Cheer) de Mogi Mirim realizou uma apresentação no gramado. A presença das crianças foi simbólica também pela liberação de menores no estádio, problema com o qual o Sapão convivia desde 2016, no primeiro ano de fato da Gestão Luiz Henrique de Oliveira.

O time comandado por Maizena conquistou a primeira vitória na competição | Foto: R&K In Company

O JOGO

Depois de cerca de dois meses de preparação, chegou a hora do Mogi Mirim entrar em campo. O técnico Maisena escalou o Sapo com Júlio César; Vinicius, Felipe e Gabriel; Carlão, João, Elivelton, Luquinha e Zamai; Nicácio e Lucas. No banco de reservas, Renan, Samuel Bahia, Ícaro, Robert, Juan Pancho, Gabriel Galdolphi, Pablo Fumaça, Dudu. O Sumaré iniciou o duelo com Felipe; Alex, Jared, Kauan e Adiel; Matheuzinho, Danilo, Tchê Tchê e Paulinho; Tevez e Paulo Gideoni. O técnico do Sumaré, Carlos Roberto, contou no banco de suplentes com Guilherme, Victor Hugo, Ygor, Marcos Carneiro, Pira, Cacau, Leandro e Jean. Marcelo Verneck foi o árbitro do confronto, auxiliado por Marcelo Ferreira e Lídio Néri de Souza Júnior. O trio é vinculado à Federação Paulista de Futebol.

O duelo começou com mais posse de bola para o Mogi Mirim. Apesar das jogadas trabalhadas, o gol saiu na bola parada, um dos pontos mais trabalhados pela comissão técnica nas últimas semanas. Luquinha bateu falta pela direita e Gabriel desviou de cabeça para abrir o placar. Foi o primeiro gol do Sapão, com a presença de torcida no Vail Chaves, após quase dois anos. O Alvirrubro seguiu sem ser ameaçado na maior parte da etapa inicial. Aos 38, Carlão, um dos destaques do jogo, bateu falta de longe, o goleiro do Sumaré rebateu e João perdeu boa chance no rebote. Dois minutos depois, não teve jeito. Após lançamento da direita, Zamai ajeitou de cabeça para a área e Lucas, bem posicionado, fez 2 a 0 para o Sapão.

Na etapa final, o jogo foi mais lento. O forte sol contribuiu para a redução do ritmo das duas equipes e o técnico Maisena aproveitou para dar ritmo a algumas peças do banco de reservas. Um dos que mais chamaram a atenção foi o jovem Pablo Fumaça, que fez boas jogadas, sobretudo pela ponta direita. Também com habilidade, o lateral Carlão quase fez um golaço de longe, aos 6 minutos e, depois, levantou a torcida com uma sequência de duas canetas nos rivais. O Sumaré ameaçou uma vez com perigo, em chute torto de Tchê Tchê após bela inversão de jogo de Paulinho. Mas, era o Sapo quem dominava as ações. Aos 28, Luquinha quase fez um golaço. Era a chance do Mogi ampliar o placar, que terminou mesmo em 2 a 0 a favor dos donos da casa.

470 quilos de alimentos foram arrecadados na estreia do Mogi na São Paulo Cup | Foto: Divulgação

RODADA

A primeira rodada da São Paulo Cup foi aberta no domingo, dia 9 de junho. Em jogo válido pelo Grupo A, Grêmio Barueri e Andreense empataram 0 a 0 na cidade de Tatuí. Na sexta-feira, dia 14, a bola voltou a rolar também pelo Grupo A, com o empate em 1 a 1 entre Real Cubatense e ECUS Suzano, na Arena Boturussu, em São Paulo. No sábado, dia 15, o Grupo B, o mesmo do Sapo, teve início com a vitória do Jaboticabal por 3 a 0 sobre o Flamengo de Pirajuí. O jogo ocorreu no Estádio Municipal José Antônio Fonseca, em Jaboticabal. No domingo, além do triunfo do Sapo por 2 a 0 sobre o Sumaré, o Grupo B também teve o empate em 2 a 2 entre Lençoense e Garça, que se encontraram no estádio Farid Jorge Reseg, em Bariri. Já no Grupo A, Garça e Independente de Mogi Guaçu empataram em 2 a 2, em Natividade da Serra.

PARTIDAS AGENDADAS PARA A SEGUNDA RODADA DA SÃO PAULO CUP

Grupo A

Dia 21/06 – Sexta-feira – 14h00
Real Cubatense x Grêmio Barueri – Boturussu Arena – São Paulo
Dia 23/06 – Domingo – 10h00
Andreense x Independente Mogi – Estádio Bruno José Daniel – Santo André
ECUS x Arujaense – Estádio Municipal Francisco Marques Figueira – Suzano

Grupo B

Dia 22/06 – Sábado – 10h00
Jaboticabal x Mogi Mirim – Estádio Municipal Antonio José da Fonseca – Jaboticabal
Dia 23/06 – Domingo – 10h00
Sumaré x Garça – Estádio José Pereira – Sumaré
Flamengo de Pirajuí x Lençoense – Estádio Municipal João Xisto de Brito – Guaimbê

CRÉDITO DAS IMAGENS: R&K In Company

Post Author: Lucas Valério

Avatar