Clubes falam sobre a presença na 2ª Divisão do Sub20

A Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou que estão abertas as inscrições para a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Paulista Sub20. Pelo comunicado da entidade, todos os clubes filiados, que não estejam na Primeira Divisão (séries A1, A2 e A3) podem participar do torneio. Porém, as agremiações têm até quinta-feira, dia 27 de junho, para confirmarem a presença através de ofício a ser encaminhado à entidade.

A Federação alertou os clubes que cinco itens serão obrigatórios para a participação na Segundona do Sub20. O estádio indicado deverá estar devidamente aprovado pelo Departamento de Infraestrutura de Estádios da FPF; o clube mandante será o responsável pelo pagamento da arbitragem; é obrigatória a presença de um médico no local destinado ao banco de reservas, de responsabilidade exclusiva do clube mandante, que deverá atuar em favor de ambos os clubes. Na ausência do médico, a partida não será realizada e o clube mandante será julgado pela Justiça Desportiva (JD), além do pagamento de multa administrativa; é obrigatória a presença de ambulância com médico e policiamento para a segurança da partida.

Em contato com representantes dos clubes da Baixa Mogiana, o GRANDE JOGADA confirmou a situação deles em relação ao campeonato. A Esportiva Itapirense tem a presença 100% definida no torneio. O executivo de futebol, Júlio Neris, cravou a participação do clube, que defenderá o status de atual bicampeão da competição. Em 2017 a Vermelhinha venceu o Grêmio Prudente na decisão e, em 2018, bateu o Elosport. “Vamos em busca do tri”, afirmou Neris, que confirmou que Valter dos Santos será o técnico da equipe. Auxiliar na conquista do bicampeonato, em 2018, ele já está à frente da equipe sub20 há quatro meses.

No Mogi Mirim, o gestor de futebol do clube, André Ahn, não deu certeza da presença do Sapão. “Eu vou ver tudo direitinho e depois te informo”, frisou o dirigente ao GRANDE JOGADA. Há duas semanas, Ahn havia destacado que o clube recebeu uma sinalização positiva da Federação Paulista de Futebol sobre uma eventual presença na competição, em reunião realizada no final de maio. Importante ressaltar que o estádio Vail Chaves está com os alvarás atualizados após atender as exigências de órgãos como a Prefeitura e o Corpo de Bombeiros e a expectativa é de que o departamento de infraestrutura da Federação também avalize o local, tirando o estádio de uma interdição que vem desde o final de 2017.

Já a diretoria do Atlético Guaçuano confirmou que o clube seguirá ausente. De acordo com o presidente Antônio Mallis, o Turco, a agremiação teve sinal positivo da Federação Paulista de Futebol, mas não há tempo hábil para o ingresso no estadual deste ano. Vale destacar que as obras no estádio Alexandre Augusto Camacho seguem a todo vapor, mas, a tendência é de que uma eventual desinterdição ocorra apenas nos próximos meses. Além disso, a afirmação é de que o momento é de foco nos ajustes administrativos e financeiros para que os passos esportivos sejam dados de forma segura.

Ainda sobre a nota publicada pela Federação sobre a competição, ela destacou que o torneio será regionalizado e o período de disputa será discutido em Conselho Técnico a ser realizado na sede da FPF no início de julho. Uma das certezas é de que os jogos serão marcados aos sábados às 15h00.